Jamesons

– O maior site especializado em Marvel do Brasil

SEMI-EXCLUSIVO! Conheça a HQ que inspirou a trilogia do Homem-Aranha no MCU

A gente já começa esse texto falando que não existe “semi-exclusivo”. Ou é exclusivo ou não é, mas eu precisava chamar a atenção de vocês e eu tenho um bom motivo para usar essa expressão. Então antes do hate, termine a leitura e entenda o que eu estou falando.

No atual mês de agosto, a editora Panini publicou no Brasil a 13° e última edição da coleção Marvel Saga da fase do Homem-Aranha comandada pelo escritor J. Michael Straczynski. Essas histórias foram publicadas originalmente entre 2002 e 2007 e foram MUITO importantes para o personagem. Caso queira comprar essas HQs, clique aqui.

Ao final desse último volume da série, a Panini publicou alguns extras que incluem uma entrevista com J. Michael Straczynski e também citações de personalidades do meio comentando o trabalho do Straza na HQ. O Semi-exclusivo é porque acredito que aqui será a primeira vez que vocês verão alguém da internet conectando o conteúdo desses extras com os dois filmes já lançados do Homem-Aranha no MCU e com o trailer de Homem-Aranha: Sem Volta para Casa.

Não é uma “exclusiva” de fato pois a entrevista não foi dada para nós, mas juntar todas essas informações em um só lugar, é só aqui que você vai ver. Então bora pro texto?

A ideia desse texto surgiu quando, ao terminar de ler o 13° encadernado da coleção, eu me deparei com seguinte declaração lá nas páginas finais:

Observe que essa fase do Homem-Aranha terminou no final de 2007, um ano antes de Homem de Ferro estrear nos cinemas. Ou seja, antes do MCU efetivamente ter início o Kevin Feige, Presidente da Marvel Studios, já falava abertamente de como gostaria que fosse o seu Homem-Aranha.

E se olharmos para Capitão América: Guerra Civil, Homem-Aranha: De Volta ao Lar, Homem-Aranha: Longe de Casa e agora para o trailer de Homem-Aranha: Sem Volta para Casa, as semelhanças com enredos desenvolvidos por JMS nas HQs são muitas.

Nós vamos listar as principais semelhanças aqui para você ter uma noção.

1 – Tony Stark

Vamos começar pelo principal motivo de hate. Muitos fãs ficam incomodados pela relação quase de pai e filho que o Tony Stark tem com Peter Parker no MCU. Mas esse relacionamento foi criado pelo roteirista nas HQs, quando Peter entrou para os Vingadores e passou inclusive a morar com a Tia May e Mary Jane na Torre dos Vingadores.

Há uma edição onde o próprio Peter verbaliza que o Tony tem sido como um pai para ele. Mesmo que nas HQs o Homem-Aranha já tivesse uma idade aproximada aos 25 anos, enquanto Tony fica ali entre os 35/40. Afinal, nas HQs os personagens não envelhecem num ritmo normal e não temos como saber as suas idades exatas.

A própria armadura do Aranha de Ferro que debutou no MCU em Homem-Aranha: De volta ao Lar, também foi um elemento criado por JMS nos quadrinhos. Tony presenteou o pupilo para aprimorar os seus feitos heroicos.

Nos quadrinhos a relação de Peter e Tony teve um fim trágico em decorrência da Guerra Civil. Eles começara como aliados, mas o Aranha logo migrou para o lado anti-registro do Capitão América. Sua vida virou um inferno, ele brigou feio com o Homem de Ferro e a tia May foi baleada por isso.

Porém, JMS em entrevista publicada junto do 13° encadernado da Marvel Saga, falou que esse nunca foi o seu plano. Ele gostaria de verdadeiramente ter dado continuidade na relação entre Peter e Tony e só não fez isso devido a interferência editorial da Marvel na época:

Acho que, de muitas maneiras, Tony era uma figura paterna para o Peter, pois eles tinham muito em comum e compartilhavam uma amizade verdadeira. É por isso que gostei de escrever esse relacionamento como um mentor e não gostei muito de revertê-lo depois.

Lembrando que essa entrevista foi concedida em 2007. Ou seja, apesar da dinâmica Peter e Tony ter durado pouco nas HQs, foi uma decisão editorial que encerrou. E o que Kevin Feige está fazendo no MCU é basicamente pegar o enredo original de JMS e utilizar sem essas interferências.

A cena acima, o momento final de Homem-Aranha: De Volta ao Lar, quando Tony quer dar a armadura para Peter e na sequência lhe apresentar em uma grande coletiva como o novo membro dos Vingadores, lembra bastante o momento em que o Peter revela publicamente a sua identidade em apoio ao Tony na Guerra Civil.

2 – Tia May

Nas HQs de JMS, a Tia May flagra o sobrinho todo ferido e vestido de Homem-Aranha e descobre que é a tia do Amigão da Vizinhança, criando uma nova dinâmica para eles. Afinal, agora Peter não precisa mais mentir para ela. Mas, como não poderia deixar de ser, ela passa a se preocupar muito toda vez que vê algo relacionado ao Homem-Aranha no noticiário. E pensa inclusive em como melhorar a sua popularidade perante a opinião pública.

Feige na declaração que divulgamos acima, desse lá em 2007 que gostaria de adaptar isso para as telonas e em 2016, em Homem-Aranha: De Volta ao Lar, cumpriu a promessa. Tia May descobriu que o Peter do MCU é o Homem-Aranha e isso também mudou bastante a dinâmica deles.

3 – Namoro da Tia May

Aproveitando que estamos falando na maior mãe do Universo Marvel, nas HQs de JMS ela engata um breve romance com Jarvis, o mordomo dos Vingadores/Tony Stark. Ele é um faz-tudo da equipe e quando Peter entra para os Vingadoes e todos se mudam para a Torre da equipe, o casal de idosos começam a se aproximar.

Apesar do Jarvis existir no MCU, lá na série da Agente Carter (e brevemente em Vingadores: Ultimato), quem acabou herdando esse papel de faz-tudo do Tony no MCU foi o Happy Hogan, que no cinema também acabou engatando um relacionamento com a Tia May. Mais uma claara inspiração do autor nas adaptações do Homem-Aranha no cinema.

4 – De volta ao Lar

Coincidência ou não, é de autoria de JMS também a história “Coming Home“, título semelhante ao “Homecoming” do MCU (e de Volta ao Lar na tradução), onde o Peter volta ao Colégio Midtown, escola onde estudou na infância, mas dessa vez como Professor de Ciências.

Em Homecoming dos cinemas, de muitas maneiras, temos Peter de volta ao colégio, dessa vez em uma versão adolescente no MCU que está estudando. Poderia ser apenas uma coincidência, mas levando em conta o histórico da Marvel Studios e o carinho de Kevin Feige por essa fase, acredito que tudo tá muito bem amarrado.

5 – Doutor Estranho

Muita gente não gostou de ver o Homem-Aranha indo pedir auxílio mais uma vez a outro herói no seu terceiro filme. Afinal, lá no primeiro ele já contou com ajuda do Homem de Ferro. Porém, mais uma vez estamos vendo algo que vem direto nas histórias de JMS.

Ao longo das cerca de 80 edições escritas por J. Michael, o Homem-Aranha sempre que topou com alguma ameaça de origem mística, foi bater na porta do Sanctum Sanctorum para pedir ajuda ao Dr. Estranho. Peter já pediu ajuda para o Strange várias vezes antes e depois do JMS, mas só na sua fase foram pelo menos quatro momentos como esse.

E como sabemos do carinho de Kevin Feige por essa fase, fica nítido que não é aleatório. Mas especificamente sobre o plot do Dr. Estranho apagando a identidade secreta do Homem-Aranha da mente das pessoas com um feitiço, plot de Homem-Aranha: Sem Volta para Casa, ele se inspira não em uma HQ de JMS, mas na continuação de uma história que ele escreveu.

Se você não sabe da polêmica história do Pacto que o Homem-Aranha fez com o Mefisto, clique aqui que te contamos tudo em detalhes. Mas em resumo, na história do JMS (que teve muito dedo editorial envolvido), o Homem-Aranha fez o Pacto, sacrificou o seu amor com a Mary Jane e acordou no outro dia já em um mundo que não sabia sua identidade secreta. Simples assim.

Alguns anos depois, a Marvel retomou essa história, em um arco escrito por Joe Quesada, ex-Editor-Chefe da Marvel, onde lá foi explicado que o Pacto alterou a realidade, anulou o casamento do Peter e nessa nova versão do mundo ele foi até o Dr. Estranho e pediu um feitiço para que todos esquecessem a sua identidade secreta.

A cena é MUITO parecida com o que é mostrado no trailer. Inclusive com o Aranha pedindo para o Estranho deixar a Mary Jane se lembrar de tudo. Mas reforçando, essa aqui não é uma HQ escrita por J. Michael, mas sim uma continuação da sua trama, roteirizada por Joe Quesada.

6 – Identidade secreta

Falando na identidade secreta, é interessante ver que apesar do Homem-Aranha ser o Amigão da Vizinhança, tanto no MCU quanto nas HQs uma considerável parcela de moradores de NY odeiam ele. Quase todos manipulados, obviamente, pelas fake news espalhadas por John Jonah Jameson a seu respeito.

Tanto no trailer de Homem-Aranha: Sem Volta para Casa quanto nas HQs, após sua identidade ser exposta ao público, temos manifestantes com cartazes gritando mensagens de ódio ao Peter.

E assim concluímos essa jornada mostrando como o Homem-Aranha do MCU, vivido por Tom Holland, é diretamente inspirado pelos 8 anos em que J. Michael Straczynski escreveu as HQs do Amigão da Vizinhança. Lembrando ainda que o filme poderá contar com mais elementos dos quadrinhos escritos por ele, mas vamos precisar esperar o filme estrear para ter certeza.

Esse texto conta com arte de vários desenhistas que trabalharam com o Straza ao longo da sua fase, como por exemplo: John Romita Jr., Ron Garney e Mike Deodato Jr.. ALém de Steve McNiven (Guerra Civil) e Paolo Rivera (arco escrito pelo Quesada).

Mas e então, caro leitor, o que achou disso tudo? Sabia que as histórias publicadas na coleção Marvel Saga da Panini (clique aqui para comprar) eram tão importantes para o MCU? Deixe a sua opinião nos comentários.

error

Espera aí meu jovem, já vai embora? Esperamos que você tenha gostado do conteúdo do site. Mas não esquece de nos seguir nas redes sociais abaixo para curtir mais material sobre a Marvel :D