Jamesons

– O maior site especializado em Marvel do Brasil

Editor da Marvel explica como a Feiticeira Escarlate se tornou uma vilã para os mutantes

Em 2005 a Marvel publicou a saga Dinastia M, quando a Feiticeira Escarlate sucumbiu ao poder da Magia do Caos e alterou a realidade para um mundo onde os mutantes eram a maioria e a humanidade a minoria. Ao final da saga, quando os Vingadores e X-Men conseguiram deter ela, Wanda acabou por extinguir os mutantes.

Com as palavras mágicas “Chega de mutantes“, ela removeu o gene x de 98% da população Homo Superior, matando no processo cerca de 986 mil pessoas. Mutantes só voltaram a nascer em 2012 após a saga Vingadores vs X-Men, quando a Força Fênix rompeu o feitiço da Wanda. Em 2014, na saga EIXO, foi revelado que a Feiticeira Escarlate e Mercúrio nem mesmo eram filhos de Magneto e tampouco mutantes (clique aqui para entender a confusa origem da Wanda).

Atualmente existem milhões de mutantes e eles vivem na ilha/nação de Krakoa. O país possui seus próprios costumes, vestimentas, religião … uma cultura particular. E um hábito que está crescendo muito é a a demonização da Feiticeira Escarlate ao chamá-la de Farsante, por todo o mal que ela já causou aos Homo Superior.

Acontece que através de retcons, a Marvel foi amenizando a situação da Wanda. Por exemplo, se originalmente o seu surto envolvia a falta de controle da Magia do Caos, mais adiante foi revelado que ela foi manipulada pelo Dr. Destino. Sendo assim, se a Wanda foi uma vítima da situação, por qual motivo os mutantes ainda a vilanizam?

Jordan White, atual Editor da linha mutante, em entrevista ao portal AiPT, esclareceu isso em definitivo para os leitores. Confira o que ele disse:

Esse questionamento está vindo de um leitor de histórias em quadrinhos. As pessoas em Krakoa não são fãs de Wanda. Eles não conhecem sua cronologia. Eles não sabem todos os detalhes. Eles sabem o que sabem. Existem pessoas que sabem disso [que ela foi manipulada por Victor von Doom]? Absolutamente. Mas essa não é necessariamente a função disso.

Esses são alguns dos poucos mutantes que sabem a verdade sobre a Wanda. Foto: Marvel Comics.

O fato dela ser chamada de Farsante tem mais a ver com a formação de uma sociedade mutante do que com as pessoas que sabem todos os detalhes contando o que realmente aconteceu. Quer dizer, quem é a pessoa que mais vemos falando dela dessa forma? Exodus, certo? Ele não estava lá em nenhuma dessas histórias da Wanda. Ele não tem conhecimento de primeira mão do que aconteceu com ela. E, novamente, não sei o quanto a maioria dos mutantes sabe disso. O que eles sabem é que houve uma pessoa que disse que ela era uma mutante. Acontece que ela não era mutante. Ela disse que era filha do Magneto. Acontece que ela não era filha dele. E em um ponto, ela tirou os poderes mutantes de milhões de pessoas.

Sim, mas ela fez isso porque o Doutor Destino a fez fazer isso.” Novamente, acho que a maioria deles não sabe disso. E eu acho que isso não tem impacto cultural. Quer dizer, acho que você pode olhar ao nosso redor hoje e ver que há muitas coisas em que muitas pessoas acreditam em grande escala e que não são tão simples quanto parecem para essas pessoas ou a maneira como elas falam sobre isso não é 100% verdadeiro. Ou mesmo que sejam 100% verdadeiros, é mais complicado do que isso. Existem fatores atenuantes. Se você realmente olhar para isso, verá isso, aquilo e outra coisa, essa é a natureza de como essas coisas funcionam.

E eu acho que a nação precisava de um bicho-papão. E não quero dizer necessariamente que alguém se sentou e disse: “Quem vai ser o bicho-papão. Eu sei, vou demonizar Wanda.” Mas eu acho que é uma coisa que provavelmente evoluiu naturalmente na formação de uma espécie de fábulas e mitos mutantes, sabe? Cresceu, existe e temos consciência disso. Não é uma coisa que está acontecendo apenas passivamente e nós pensamos, “Como isso aconteceu nos nossos quadrinhos? Eu nem percebi que estava acontecendo.” Há um pensamento colocado nisso. E há uma intenção sendo colocada nisso, podemos dizer assim.

Resumindo, caso você não tenha compreendido: existem milhões de mutantes e apenas um pequeno punhado sabe da verdade. Mentiras se espalham muito rápido, em um mundo de pós-verdade, uma mentira repetida a exaustão se torna uma verdade. E foi o que aconteceu.

O mais interessante disso é que na sua conclusão, White deixa claro que nada disso é aleatório. Então a franquia mutante possui planos ativos e em andamento para a Feiticeira Escarlate, resta saber agora do que exatamente se trata isso.

Mas e então, caro leitor, o que achou da novidade? Tem gostado da forma como as revistas mutantes estão usando a Feiticeira Escarlate? Deixe a sua opinião nos comentários.

error

Espera aí meu jovem, já vai embora? Esperamos que você tenha gostado do conteúdo do site. Mas não esquece de nos seguir nas redes sociais abaixo para curtir mais material sobre a Marvel :D