Entenda por que os heróis da Marvel pararam de fumar nas HQs

Joe Quesada foi um dos mais importantes Editores-Chefes da história da Marvel, foi uma figura extremamente central para reerguer a editora após a falência no final dos anos 90.

Quesada atuou como Editor-Chefe, de 2000 até 2010, e criou projetos que são ovacionados até hoje, como por exemplo as linhas Marvel Ultimate, Marvel Max e Marvel Knights, que ofereciam diferentes tipos de materiais para diferentes públicos.

Uma decisão que Joe também tomou foi de que os heróis não iriam mais fumar nas HQs da Marvel. Afinal, após anos de glamour, foi nos anos 2000 que se iniciou pelo mundo inteiro as campanhas de conscientização para que as pessoas não fumassem.

Porém a proibição se estende apenas para os heróis. Conforme Quesada, os vilões por “serem estúpidos” estavam liberados para seguir com o péssimo hábito. A decisão buscava impactar principalmente o Wolverine, que se tornou muito popular, inclusive nos filmes, e era um notório fumante na Marvel.

Joe inclusive brinca que devido ao seu fator de cura, Logan não é capaz de se viciar na nicotina, assim como tem grande dificuldade em ficar bêbado por muito tempo, então é natural que ele abandone esse hábito.

Joe Quesada atualmente é Chefe-Criativo da Marvel Entertainment, supervisionando os quadrinhos, séries de TV, animações e até jogos de video game da Marvel.

EPSON MFP image

Tom Brevoort, editor-senior da Marvel em atividade explicou recentemente mais detalhes sobre essa decisão da Marvel de não mostrar mais os heróis fumando.

Um leitor apontou ao editor que os heróis fazem sexo, matam, ficam bêbados, brigam e falam palavrões. Por que então há um tabu com a nicotina?

Confira a resposta de Brevoort:

De vez em quando pessoas como você aparecem discutindo os méritos de fumar retratados nos quadrinhos, e a menos que você esteja trabalhando para uma grande empresa produtora de tabaco, eu simplesmente não entendo.

Essa é uma ideia bastante básica: ter personagens na mídia de entretenimento fumando há anos era uma maneira de glamourizar o fumo, de atrair mais pessoas, especialmente mais jovens, para esse hábito destrutivo e viciante.

Então, tomamos uma decisão: não vamos mais fazer isso. Nenhum de nossos personagens se torna mais atraente ao mostrá-los fumando, não precisamos fazê-lo, e devemos ser responsáveis ​​perante a geração mais jovem que pode ser influenciada pelo que eles veem nossos personagens.

Nos casos daqueles poucos personagens heroicos para os quais fumar era uma parte estabelecida de sua personalidade – estou pensando em pessoas como Nick Fury e o Coisa -, é útil perceber que eles foram criados em uma época em que fumar era mais socialmente aceitável, e quando a extensão dos riscos do fumo era geralmente menos conhecida.

Então escolhemos não ir mais lá com esses personagens, e eles não são os piores por isso. Da mesma forma, não escrevemos mulheres ou minorias da mesma maneira que elas eram mostradas naquela época – o tempo passou e todos nós aprendemos algumas coisas.

Importante destacar que no passado o cigarro era bastante presente nas histórias da Marvel. Há inclusive uma história em que a Kitty Pryde, ainda menor de idade, experimenta um cigarro (e se arrepende imediatamente depois).

Mas e você, caro leitor, concorda com a decisão da Marvel? É importante que os heróis deem o exemplo para os mais novos, não? Deixe a sua opinião nos comentários.

Please follow and like us:
error

Espera aí meu jovem, já vai embora? Esperamos que você tenha gostado do conteúdo do site. Mas não esquece de nos seguir nas redes sociais abaixo para curtir mais material sobre a Marvel :D