Jamesons

– O maior site especializado em Marvel do Brasil

10 HQs da Marvel que queremos ver no Brasil e a Panini não (re)publica

Nos últimos anos a editora Panini tem feito importantes movimentos republicando muito material clássico que os fãs sempre quiseram ler mas não tiveram a oportunidade. Mas apesar disso, ainda tem muito material inédito ou que merece uma atenção extra da editora. Vamos fazer uma seleção de 10 HQs agora.

10 HQs que queremos que a Panini (re)publique

1 – Capitão América: Sam Wilson

Acho que é bom começar pelo óbvio. O MCU agora tem um novo Capitão América, Sam Wilson assumiu em definitivo o manto. A série Falcão e o Soldado Invernal foi um tremendo de um sucesso, todo mundo tava falando sobre isso na internet.

Não teria sido uma iniciativa muito esperta por parte da Panini ter republicado a elogiada fase de Nick Spencer e Daniel Acuña com o personagem? Quando WandaVision tava em exibição foi anunciado o encadernado da Feiticeira Escarlate (que só saiu agora, diga-se de passagem, quase dois meses após o fim da série, mas OK). Será que Sam Wilson não merecia um tratamento especial?

2 – Jovens Vingadores

Falando em WandaVision, duas grandes surpresas da série foram as introduções de Wiccano e Célere, os filhos da Feiticeira Escarlate. Nas HQs eles surgiram na HQ dos Jovens Vingadores, ao lado de filhos de outros jovens heróis.

Compõe a equipe ainda a Estatura (filha do Homem Formiga), Hulkling (filho do Capitão Marvel), Patriota (neto de Isaiah Bradley) e a Gaviã Arqueira (que estará na série do Gavião Arqueiro).

Vale destacar que os Jovens Vingadores protagonizam a HQ que o ex-Prefeito do Rio tentou censurar na Bienal do Livro, ou seja, já temos aí um marketing espontâneo aqui no Brasil. Outro ponto a se considerar a favor dessa republicação é que atualmente está saindo no Brasil a saga Impéryo, e o título dos Jovens Vingadores pode ser considerado como uma leitura de apoio do evento. Era o clímax ideal para lançar esse material e a Panini deixou passar.

3 – Fugitivos

Os Fugitivos tiveram uma série na TV com três temporadas, que atualmente encontra-se no catálogo do Disney+. Mas infelizmente aqui no Brasil já tem cerca de 10 anos ou mais que nenhum material deles é lançado.

E aqui estamos pedindo a republicação das histórias clássicas, escritas pelo aclamado criador da equipe, Brian K. Vaughan, mas também as histórias atuais que estão saindo lá nos Estados Unidos. A revista já foi até indicada ao Eisner de Melhor Série lá nos Estados Unidos e nem sinal de vermos ela aqui no Brasil.

Para quem não conhece, os Fugitivos são um grupo de adolescentes que se descobrem filhos de vilões. Eles enfrentam seus pais e passar então a fugir, vivendo juntos suas aventuras e amadurecendo como uma família disfuncional. Trata-se de um título que combinaria muito com a linha Marvel Teens da Panini.

4 – Vingadores de Kurt Busiek

A Panini republicou na linha Deluxe e Nova Marvel praticamente tudo que saiu dos Vingadores entre 2005 e 2015, mas os Vingadores de Kurt Busiek vieram um pouco antes disso e merecem também uma atenção especial.

A Salvat chegou a publicar uma coleção com essa fase, porém ficaram faltando algumas edições, o run de Busiek não saiu na íntegra. Na Panini, a coleção Marvel Saga poderia tranquilamente abarcar esse período muito bem escrito dos Heróis Mais Poderosos da Terra.

O trabalho de Busiek na revista é muito competente por circular por várias abordagens. Há arcos mais políticos e sérios, mas também tem muita fantasia e até mesmo o Ultron tocando o terror.

5 – Homem de Gelo

Em 2014 o herói Homem de Gelo se assumiu homossexual nas páginas dos X-Men. A decisão dividiu os leitores, muitos gostaram e abraçaram o herói, mas tantos outros leitores foram contra a mudança. A questão é que o autor Brian Michael Bendis não teve tempo para desenvolver o personagem, a ideia acabou ficando jogada.

Mas em 2017 a Marvel publicou nos Estados Unidos uma série solo para o Homem de Gelo, onde o roteirista Sina Grace, também homossexual e ex-editor dos quadrinhos de The Walking Dead, acabou dando importantes camadas de profundidade a Bobby Drake. Foi nessa revista inclusive que o mutante conta para os seus pai que é gay.

[Nota do Editor: nós realizamos uma entrevista com Sina Grace, onde ele falou bastante sobre o seu trabalho no título do Homem de Gelo. Ele inclusive se dispôs a assinar bookplates se a Panini tiver interesse em lançar a revista aqui no Brasil. Clique aqui para ler a entrevista.]

Apesar disso tudo, a HQ do Homem de Gelo nunca foi publicada aqui no Brasil. Ao todo a série teve 17 capítulos e poderia ser lançada em um encadernado mais parrudo, ou quem sabe em três encadernados de capa cartão mais acessíveis.

6 – Pantera Negra de Christopher Priest

Pouquíssimo material do Pantera Negra chega aqui no Brasil, infelizmente. Se você for nos e-commerces agora, encontrará apenas encadernados da atual fase do herói, escrita por Ta-Nehisi Coates (que é muito boa também).

Christopher Priest é talvez o autor mais importante a passar pela revista e creio que nunca teve suas histórias publicadas aqui no Brasil. Muitos dos conceitos envolvendo as Dora Milaje, Lobo Branco e muito mais que estão presentes no filme do herói, foram criados por Priest.

O autor ficou na revista por mais de 60 edições no final da década de 90. Material que poderia sair tanto na linha Marvel Saga ou talvez até em um omnibus mesmo. Fica a dica.

7 – Mulher-Hulk

A Mulher-Hulk é uma personagem que infelizmente é esquecida do churrasco aqui no Brasil, apesar de ter diversas ótimas HQs. Inclusive, aqui vamos dar várias opções para a Panini, é só escolher.

Aproveitando essa onda de John Byrne que a Panini está trazendo, calharia de vermos uma republicação do seu período a frente da prima do Hulk. Podem lançar também as 12 edições que o autor Charles Soule lançou em 2014. E tem também a revista dela de 2017, da escritora Mariko Tamaki, que nem é tão boa, mas vale também.

Porém, a nossa fase preferida e aquela que se eu pudesse sugerir, é onde a Panini deve focar suas atenções, é na fase de Dan Slott. São pouco mais de 30 edições, cabe em um omnibus bonitinho (nem será um dos mais caros). A revista explora muito bem lado heroína de Jeniffer Walters, mas não esquece da sua persona advogada, tudo com muito humor.

8 – Wolverine de Jason Aaron

Em 2012 Jason Aaron assumiu a revista do Thor e se consolidou no título, escrevendo uma das maiores fases do herói. Mas o que pouca gente percebeu é que ele tinha acabado de fazer o mesmo pelo Wolverine.

Ao todo foram cerca de 60 edições com o Wolverine, mais umas 40 em Wolverine e os X-Men. É material para uma rica linha do Marvel Saga. Para fechar essa conta estamos incluindo as mensais Wolverine: Arma X e Wolverine, minisséries como Destino Manifesto, Surpreendentes Wolverine e Homem-Aranha e Cisma, além de arcos e edições solo do autor.

Jason Aaron provou que Logan é um personagem completo e que combina com todo tipo de história, desde tramas de ficção científica, passando por terror, a clássica aventura/ação e até edições mais “coração“.

9 – X-Factor

Peter David escreveu mais de 100 edições do X-Factor, em um run extremamente aclamado pelos leitores. Protagonizado por personagens menores, sem os mutantes mais populares, o autor teve a oportunidade de se aprofundar em heróis como Homem-Múltiplo, Lupina, Monet, Fortão e Rictor, por exemplo. Essa era a disfuncional equipe de investigações mutantes.

Aqui no Brasil a Panini publicou apenas metade das histórias nas mensais mutantes da época, entre 2007 e 2009. Mas o título nunca foi concluído. Agora que a editora está investindo em selos dedicados aos X-Men, como a linha “Grandes Sagas“, fica a esperança de vermos essa revista ganhando o destaque que merece.

10 – Homem-Aranha Ultimate

A Panini ensaiou republicar o Homem-Aranha Ultimate de Brian Michael Bendis algumas vezes no Brasil, mas a ideia nunca vingou. Acredito ser o momento para planejar um formato certeiro e que permita a vida longa que a revista teve originalmente.

A HQ teve mais de 200 edições, todas escritas por Bendis e apresenta uma versão alternativa do Homem-Aranha, atualizada para o século 21 (versão que inspirou bastante o Aranha do MCU). Trata-se de uma revista aclamada e muito querida pelos fãs.

Atualmente a Panini publica o Miles Morales no formato Marvel Teens, a revista do Peter antecede essas publicações e não sugerimos que se interrompa o material do Miles para se focar no Peter. A nossa ideia é que essas duas fases saiam juntas, sendo o período do Peter um enorme prelúdio para os materiais do Miles.

Materiais recentes mutantes como algumas X-Forces e sagas como Complexo de Messias, Necrosha e Segundo Advento deixamos fora da lista por acreditar que são materiais que podem sair na linha Grandes Sagas.

Mas e então, caro leitor, que outro material não foi republicado e você gostaria de ver saindo aqui no Brasil? E o que achou da nossa lista? Deixe a sua opinião nos comentários.

error

Espera aí meu jovem, já vai embora? Esperamos que você tenha gostado do conteúdo do site. Mas não esquece de nos seguir nas redes sociais abaixo para curtir mais material sobre a Marvel :D