The Gifted mostra que o lar dos mutantes é mesmo a TV

 

X-men, apesar de seus erros e acertos, é uma franquia consolidada nos cinemas e, considerando o cenário atual das adaptações de quadrinhos, é natural que a franquia se expandisse também para a televisão. Com isso, a Marvel Television e a Fox TV nos entregaram duas adaptações: a ótima ‘Legion’, que estreou em fevereiro deste ano e a recente ‘The Gifted’, que foi ar nos Estados Unidos no dia 2 de outubro.

A série estreou com uma boa audiência, apesar de não ser um número espetacular, fazendo a marca de 4.85 milhões de telespectadores ao vivo e 1.5 em sua demo (considerando apenas espectadores entre 18 a 49 anos).

O verdadeiro dilema dos X-Men

A série aborda a história de um casal, Reed Strucker (Stephen Moyer) e Kate Stewart (Amy Acker), ao descobrir que seus dois filhos, Lauren (Natalie Alyn Lind) e Andy (Percy Hynes), são na verdade mutantes.  Reed, que atua como promotor junto a uma divisão de controle mutante da polícia, precisa então fugir com suas crianças e, para isso, busca ajuda a um grupo de mutantes renegados. Tal grupo compreende personagens clássicos dos quadrinhos, como Lorna Dane (Polaris), Pássaro Trovejante e Blink. A série ainda conta com um personagem inteiramente novo chamado Eclipse, que também integra o grupo de sobreviventes.

Apesar da história incialmente soar genérica, considerando a ambientação já estabelecida pelo universo X-Men, a série traz uma abordagem interessante sobre como a raça mutante é vista pela sociedade. Andy, que antes de se descobriu um mutante, chega a chamar os portadores do Gene X, pejorativamente de ‘mutie’, e isso serve pra retratar um pouco como a sociedade os vê. Outra referência é o Sentinel Services, um serviço do governo específico para controle e prisão de mutantes, que nada mais é que uma adaptação adequada das Sentinelas, figuras centrais nas histórias dos X-Men, e serve para mostrar como a humanidade reagiu à existência de pessoas que naturalmente nascem com poderes. O clima de tensão é enorme e o espectador é constantemente lembrado disso, as vezes de forma sutil e em outras de maneira mais direta.

O episódio inicial, eXposed, é dirigido por Bryan Singer, diretor de X-Men, X-Men 2, X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido e X-Men: Apocalypse. Apesar da experiência do diretor com o Universo X-Men, o episódio sofre com alguns problemas, como velocidade dos acontecimentos. O piloto serve para apresentar os personagens, sua ameaça e colocar a série em andamento. Isso acaba prejudicando um pouco o desenvolvimento, já que alguns momentos soam deslocados do restante do episódio. Reed, que num primeiro momento se mostra um homem impassível, não titubeia ao cogitar em deixar seus filhos com o grupo de renegados que ele mesmo estava caçando. Apesar de toda a urgência pela qual os mutantes estão passando, o primeiro capítulo busca usar de um humor desnecessário, em momentos que não eram oportunos e nem ajudaram na diversão.

Lorna Dane, também conhecida como Polaris, é filha do mutante Magneto. Foto: Divulgação.

The Gifted tem sua própria personalidade

Por outro lado, The Gifted se mostra uma série consistente e com um direcionamento firme. Diante das diversas adaptações que temos hoje, como Agentes da SHIELD, Demolidor, Punho de Ferro entre tantas outras, era possível que a série caísse no mesmo formato de suas correlatas, porém não é o caso. Assim como Legion, trouxe um novo ar às adaptações. The Gifted é um drama familiar e tem como pano de fundo, o Universo Mutante em seu conceito mais cru, onde ‘pessoas com diferenças genéticas’ são temidas, caçadas e odiadas deliberadamente meramente por serem quem são.

O episódio se encerra com diversas questões em aberto como: “Onde estão os X-Men e a Irmandade?”, “O que aconteceu para a criação da Sentinel Services?” e “Há mais grupos de mutantes espalhados pelo mundo?”. Tais questionamentos deixam o quadro muito maior e concede a oportunidade para que a série cresça muito mais. Resta-nos torcer para que ela continue mantendo a qualidade e consiga evoluir já que em seu primeiro episódio demonstrou bastante potencial.

The Gifted vai ao ar toda terça-feira, no canal Fox, as 22h30.

Please follow and like us:
error

Espera aí meu jovem, já vai embora? Esperamos que você tenha gostado do conteúdo do site. Mas não esquece de nos seguir nas redes sociais abaixo para curtir mais material sobre a Marvel :D