Prefeito do Rio de Janeiro censura HQ com herói gay da Marvel na Bienal do Livro

As redes sociais foram tomadas recentemente por mensagens de pessoas horrorizadas com uma HQ da Marvel publicada em um encadernado da Editora Salvat. O espanto social se deu pelo fato de dois personagens estarem se beijando em uma página da revista.

A HQ em questão é Vingadores – A Cruzada das Crianças, material que foi lançado originalmente nos Estados Unidos em 2010 e saiu aqui no Brasil em 2012 pela Editora Panini, sendo republicado em formato encadernado de capa dura pela Salvat recentemente.

O material mostra as aventuras de personagens como Jovens Vingadores, X-Men, X-Factor, Vingadores, Doutor Destino e Magneto por exemplo. Nos Jovens Vingadores há dois heróis homossexuais, o Wiccano, filho da Feiticeira Escarlate e Hulkling, filho do Capitão Marvel original.

A polêmica página de Vingadores – A Cruzada das Crianças. Foto: Marvel Comics.

A revista foi encontrada a venda na Bienal do Livro do Rio de Janeiro e algumas pessoas se indignaram com uma página específica onde os dois heróis se beijam. Vale destacar que o personagem Wiccano é filho espiritual de uma feiticeira com um androide, enquanto Hulkling possui pais alienígenas, a mãe é da raça skrull e o pai um kree. Mas o espanto do público parece estar no beijo.

O assunto tomou novas proporções quando na noite dessa quinta-feira o Prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, que é um notório religioso, postou um vídeo nas suas redes sociais falando o seguinte:

A Prefeitura do Rio de Janeiro determinou que os organizadores da Bienal do Livro recolhessem esse livro que você está vendo aí [Vingadores – A Cruzada das Crianças], que já foi inclusive denunciado na internet e que traz conteúdo sexual para menores. Livros assim precisam estar embalados em plástico preto, lacrado e do lado de fora avisando o conteúdo. Portanto, a Prefeitura do Rio de Janeiro está protegendo os menores da nossa cidade.

Como podemos ver pela fala do Prefeito, ele faz uso do aparato público para censurar uma obra cultural. A palavra é exatamente essa: censurar.

Ele utiliza a sua posição enquanto Prefeito para decidir qual tipo de conteúdo será ou não comercializado em um evento da magnitude da Bienal do Livro do Rio de Janeiro, que é visitada por quase meio bilhão de pessoas todo ano.

Vale destacar, no entanto que tais publicações não são destinadas para crianças pequenas, mas sim para um público infanto-juvenil ou mais velho do que isso.

A Marvel usa a seguinte tabela de classificação indicativa:

All Ages – Material aconselhável para todas as idade.
T – Material recomendado para a maioria dos públicos, mas talvez os pais devam conferir a HQ antes de dar para os filhos.
T+ – Material destinado para jovens de 13 anos ou mais.
Parental Advisory – Material destinado para jovens de 15 anos ou mais. Se diferencia do T+ por abordar assuntos mais maduros.
Explicit Content – Material destinado para maiores de 18 anos, podendo conter nudez e/ou violência explícita.

O selo “Rated T+” pode ser encontrado junto ao código de barras da HQ. Foto: Marvel Comics.

A boa parte das revistas regulares da Marvel, as que envolvem os Vingadores, X-Men e Homem-Aranha, por exemplo, ganham o selo T+. É o caso de Vingadores – A Cruzada das Crianças.

Material mais violento protagonizado pelo Wolverine, por exemplo, ganha o selo de Parental Advisory. Mas claro, essas regras valem apenas nos Estados Unidos.

No entanto, o Prefeito indicou que material deste tipo deveria ser publicado em plástico preto. Neste caso, todas as séries regulares da Marvel em banca hoje, e as da DC também, bem como os mangás, material autoral e etc, também deveriam seguir esse mesmo padrão.

Pois todos esses materiais se encaixam no perfil T+, apresentando explosões, sangue, morte, brigas, armas de fogo, heroínas semi-nuas e/ou outras situações como essa.

Página de Wolverine vs Hulk, revista que recebeu o selo “T+”. Foto: Marvel Comics.

Mas qual o problema de um casal homossexual?

Vingadores – A Cruzada das Crianças é só mais uma HQ da Marvel que reflete o mundo em que vivemos. Assim como o azarado e humilde Peter Parker, assim como a Jane Foster com câncer, assim como os X-Men batalhando contra o preconceito, assim como o Pantera Negra e Capitã Marvel empoderando os seus públicos alvos.

Wiccano e o Hulkling não são os primeiros e nem serão os últimos heróis homossexuais da Marvel. E outras editoras também publicam materiais com super-heróis diversos. Nesse texto listamos 12 personagens LGBTs da Marvel.

Personagens LGBT da Marvel

É pesado demais para uma criança ver duas pessoas se amando? Crianças não podem saber o que é amor? O que é afeto? Os pais das crianças se beijam escondido? Não se abraçam na frente das crianças?

Vingadores – A Cruzada das Crianças mostra viagens no tempo, brigas envolvendo os X-Men, Vingadores, X-Factor, Jovens Vingadores, Magneto e Doutor Destino … e no meio de tudo isso há uma cena do Hulkling e Wiccano se beijando.

É apenas isso. TEM UMA ÚNICA PÁGINA QUE MOSTRA ELES SE BEIJANDO. Não tem nada além disso. Não tem insinuação sexual, não tem nudez, não tem nada.

Mas sabe o que esse material tem? MUITA VIOLÊNCIA, MUITA MORTE E MUITA EXPLOSÃO. Mas isso não tem problema, né? Isso as crianças podem ver, certo?

Outra página de Vingadores – A Cruzada das Crianças. Foto: Marvel Comics.

Mas e você, caro leitor, concorda com a decisão do Prefeito do Rio de Janeiro de usar a máquina pública para censurar obras culturais? Deixe a sua opinião nos comentários.

Nota da Bienal do Rio [Atualizado 00h04]

A Bienal do Rio divulgou uma nota sobre o caso informando que não retirará os livros de circulação. Nela, a organização informa que “dá a voz a todos os públicos, sem distinção, como uma democracia deve ser”. Confira abaixo:

“A Bienal Internacional do Livro Rio, consagrada como o maior evento literário do país, dá voz a todos os públicos, sem distinção, como uma democracia deve ser. Este é um festival plural, onde todos são bem-vindos e estão representados. Inclusive, no próximo fim de semana, a Bienal do Livro terá três painéis para debater a literatura Trans e LGBTQA+.

A direção do festival entende que, caso um visitante adquira uma obra que não o agrade, ele tem todo o direito de solicitar a troca do produto, como prevê o Código de Defesa do Consumidor.

Você gosta do conteúdo que produzimos aqui no site? Estamos com um projeto no Catarse para tornar o Jamesons financeiramente viável. Se você confia no nosso trabalho e acha que merecemos o seu voto de confiança, nos apoie clicando no banner abaixo.

Please follow and like us:
error

Espera aí meu jovem, já vai embora? Esperamos que você tenha gostado do conteúdo do site. Mas não esquece de nos seguir nas redes sociais abaixo para curtir mais material sobre a Marvel :D