Joe Quesada fala sobre o momento atual da Marvel Comics

Joe Quesada foi um dos Editores-Chefe mais importantes da história da Marvel. Foi ele quem conseguiu tirar a editora da crise dos anos 90 e botar na liderança, com iniciativas de destaque como Marvel Max, linha voltada para o público adulto, Marvel Knigths, material mais maduro voltado aos heróis urbanos e a linha Ultimate, que era uma atualização dos heróis Marvel para o século 21.

O site Newsarama fez uma entrevista com Quesada, que atualmente é Consultor Criativo da Marvel, trabalhando nas mais diversas divisões da empresa. O portal americano perguntou se após eventos como a polêmica com os lojistas e a diversidade no início do ano, o adiamento da série do Justiceiro devido o acontecimento em Las Vegas, o cancelamento da parceria da Marvel com a Northrop Grumman e a ida do Bendis para a DC, a Marvel estaria pegando fogo. Confira a resposta do profissional:

Joe Quesada: “[Risos] Sabe, esse é o tipo de coisa … não, a casa não está pegando fogo. Isso é um refluxo nos quadrinhos e refluxos tem acontecido desde o início dos tempos. Existem anos bons e anos ruins, tem meses bons e meses ruins, e tem também bons anos e bons meses.

E [risos] essa é a única indústria que eu conheço, que na minha experiência – e eu já trabalho com quadrinhos por 27, 28 anos –  está conscientemente prevendo a sua morte todos os anos. Sempre tem “É isso aí, é o fim dos quadrinhos”.

E eu acho impensável quando algumas pessoas falam que a casa ta pegando fogo, as nossas vendas ainda são melhores do que a dos nossos concorrentes, nossos filmes ainda são hits, ainda somos líderes da indústria. É insano para mim [risos] mas as pessoas veem o que querem ver. Houve alguns solavancos no caminho? Óbvio. Mas sempre há solavancos na estrada. Minha filosofia para isso é sempre a mesma: se você aprender com os percalços, essas são enormes oportunidades, não apenas para resolver o problema, mas para melhorar o que você faz“.

O Newsarama também informou que a orientação ao novo Editor-Chefe da Marvel, C.B. Cebulski, é de não dar entrevistas em um futuro próximo. Então agora é aguardar e ver como a editora vai seguir em 2018.