Clone da X-23 ganha codinome heroico

O roteirista Tom Taylor (Injustice), que é o responsável pela revista da Novíssima Wolverine, desde o início do seu run introduziu três clones da X-23 (sim, ela por sua vez, é clone do Wolverine hahahahaha). Mas apenas uma dessas cópias acabou permanecendo regularmente na revista: a Gabby.

A Gabby em termos de poderes é muito semelhante com a Laura: fator de cura, sentidos aguçados e uma garra retrátil. Logan tem três garras, X-23 duas e a Gabby apenas uma. A menina também é muito avoada e meiga, o que difere bastante da sua “mãe“.

A Gabby e o Deadpool formaram a melhor dupla dos quadrinhos. Foto: Marvel Comics.

Mãe, na verdade, é a palavra que pode resumir essa revista. Quando surgiu, Laura foi adotada pelo Logan e desde sempre ele teve o cuidado de tentar ser um pai para ela, mesmo não fazendo a mínima ideia de como lidar com isso. A dinâmica aqui é muito semelhante, só que agora ela cresceu e precisa tomar a responsabilidade sobre a Gabby.

Foi publicada hoje, 13 de dezembro, a edição 28 da Novíssima Wolverine e pela primeira vez a Gabby recebeu um codinome heroico. Na história ela questiona o nome da Perigo, fica impressionada e diz que precisa de um nome diferente, não quer ser apenas a “Gabby”. Daken, seu “tio“, filho biológico do Wolverine, sugere então que ela seja conhecida a partir de agora como Honey Badger, afinal ela tem garras, mas é fofinha ao mesmo tempo.

Gabby ficou impressionada com seu codinome e ficou imaginando as possibilidades. Foto: Marvel Comics.

Honey Badger é o nome de uma espécie de texugo, no Brasil essa espécie se chama Ratel, mas como Wolverine nunca foi traduzido como Carcaju, é provável que não traduzam Honey Badger.

Honey Badger original, também conhecido como Ratel.

Tom Taylor nos próximos meses terá novos desafios. Além de escrever a Novíssima Wolverine, também será o responsável pelas histórias de X-Men: Red, que contará com a participação da Laura e da Honey Badger.

Confira também essas novidades