A verdade por trás dos X-Men originais no presente é revelada

Quem acompanha as revistas da franquia mutante no últimos cinco anos já sabe que os X-Men originais convivem no presente com os demais X-Men. Aparentemente, o assunto já estava resolvido desde um ano atrás, mas não é bem assim. Este texto discute o mistério sobre os X-Men originais revelado em X-Men Blue #19. Portanto, spoilers vêm a seguir.

Os X-Men chegam ao presente em Novíssimos X-Men #2. Foto: Marvel Comics.

A ideia dos X-Men originais no presente foi trazida por Brian Michael Bendis em Novíssimos X-Men #1. Logo após o término da saga Vingadores vs. X-Men, Ciclope passou a ser considerado um terrorista pela maior parte da comunidade super-heroica do planeta após assassinar seu mentor, Charles Xavier. O X-Man Fera, buscando punir seu ex-colega, decide ir ao passado e trazer para o presente a primeira classe de X-Men, formada pelas versões adolescentes dos próprios Ciclope e Fera, além de Anjo, Homem de Gelo e, claro, Jean Grey. O grupo do passado tornou-se protagonista principal das HQs dos X-Men por algum tempo e até hoje continuam em destaque, tendo sua própria revista.

A Irmandade descobre que é impossível mandar os X-Men de volta ao passado em Fabulosos X-Men #13. Foto: Marvel Comics.

A presença dos X-Men originais foi o tema principal de um crossover meses depois de sua chegada em Novíssimos X-Men #2. Batalha do Átomo explorou os planos da Irmandade de Mutantes do Mal, que veio de um futuro em que os originais nunca voltaram, sua líder era ninguém menos que Jean Grey, com a identidade de Xorn. O plano dos vilões era forçar os X-Men voltarem a seu passado, prevenindo seu futuro terrível de acontecer. Para contragosto da Irmandade, a máquina temporal do Fera parecia ser incapaz de levar os X-Men de volta ao passado (o que pode ser explicado pelo tempo ter sido fraturado na saga Era de Ultron).

Os X-Men encontram suas “cópias temporais” em Novíssimos X-Men v. 2 #19. Foto: Marvel Comics.

Este foi o status dos X-Men originais por muito tempo: eles não poderiam voltar mesmo se quisessem. Bendis encerrou a revista Novíssimos X-Men, que foi relançada com Dennis Hopeless como autor. Ao longo da passagem de Hopeless no título, foi trabalhado um aspecto novo dos poderes da versão adolescente do Fera, o X-Man agora estudava magia. Utilizando meios mágicos, ele buscou entender o porquê de não poder voltar com seus amigos para o passado. Em sua última edição nos X-Men, em Novíssimos X-Men 2º volume #19, Hopeless mostrou esse porquê. O tempo, aparentemente, havia consertado a si mesmo, compensando a ausência dos X-Men no passado com “cópias temporais”. Ou seja, os X-Men poderiam se manter no presente, uma vez que o tempo havia se corrigido naturalmente.

Os X-Men confrontam suas cópias em X-Men Blue #19. Foto: Marvel Comics.

O time continuou suas aventuras pelas mãos de Cullen Bunn, na revista atual X-Men Blue. Agora eles eram guiados em segredo por Magneto. O propósito do ex-nêmese dos X-Men também era um segredo: trabalhar em um meio para levar o time de volta ao passado e garantir a segurança da linha temporal. Um novo arco intitulado Cross-Time Capers se iniciou em X-Men Blue #17, em que os X-Men originais são obrigados a viajar no tempo após sua presença no presente começar a causar danos na estrutura do tempo, como o desaparecimento de seus companheiros Magneto, Perigo e Polaris. Na terceira parte de Cross-Time Capers, em X-Men Blue#19, os X-Men se encontram com suas cópias temporais, introduzidas por Hopeless há quase um ano.

A Irmandade se revela em X-Men Blue #19. Foto: Marvel Comics.

Eis que eles têm uma revelação BOMBÁSTICA: após perceberem um comportamento estranho por parte de suas cópias eles descobrem, junto de Magneto, que impostores tomaram suas formas com o uso de telepatia. Os impostores são ninguém menos que a Irmandade do futuro. Charles Xavier II assumiu a forma do Professor X, o Velho Deadpool se tornou o Ciclope, Raze, filho de Wolverine e Mística, se disfarçou como Anjo, Molly Hayes se tornou Jean Grey, enquanto Fera foi substituído por sua versão idosa e o Homem de Gelo é a versão do boneco de gelo monstruoso que acompanhava a Irmandade. Além desses vilões, a figura de Xorn também foi revelada.

Isso significa muito provavelmente que os X-Men originais protagonistas de Novíssimos X-Men e X-Men Blue são sim os verdadeiros e que não há cópias/clones temporais para justificar sua ausência do passado. Portanto, será que podemos esperar o fim dos X-Men originais no presente?

Please follow and like us:
error

Espera aí meu jovem, já vai embora? Esperamos que você tenha gostado do conteúdo do site. Mas não esquece de nos seguir nas redes sociais abaixo para curtir mais material sobre a Marvel :D