Nova HQ do Homem-Múltiplo promete ser a leitura mais louca do ano

No final desse mês a Marvel estará publicando a nova HQ do Homem-Múltiplo e para divulgar a revista, o escritor Matthew Rosenberg (Novos Mutantes) deu uma entrevista para o site da Marvel revelando algumas artes de Andy MacDonald (Liga da Justiça) e contando o quão louca essa HQ será.

Antes de mais nada, leiam essa sinopse que a própria Marvel divulgou para a publicação: “Jamie Madrox estava vivo por um tempo. Então ele morreu. Agora ele não está mais morto. Mas ele morrerá novamente se ele não se matar tentando se certificar de que ele não morra“. Com uma premissa dessas, tem como não amar?

Outro ponto a se destacar é que a entrevista de Matthew para a Marvel foi colaborativa, ele simulou respostas de duplicatas suas, proporcionando uma completa imersão na proposta da publicação. Mas aqui vamos apenas resumir os principais pontos.

Rosenberg já de início se revelou um enorme fã do trabalho realizado por Peter David no passado e definiu como entende o Madrox: “Ele é muito estranho, combina mais como uma história de ficção científica do que com uma história de super-herói, e ainda assim ele é tão humano e relacionável“.

O autor também contou que as personalidades distintas das duplicatas do herói terão fundamental importância, afinal, uma duplicata é alegre, a outra avarenta, tem mais uma que é misteriosa e assim vai …. O Homem-Múltiplo terá o poder para ser o salvador ou o destruidor, ser um herói ou um vilão, tudo dependerá das suas escolhas.

Apesar de toda a proposta mais “viajada” da HQ, o escritor deixa claro que desenvolver isso não é a mais fácil das tarefas. “Jamie é um personagem difícil de escrever de muitas maneiras, porque há tantas facetas sutis. É um livro de equipe onde todos são idênticos. Nós tivemos uma piada onde dissemos que era um livro sobre os cinco maiores super heróis de todos os tempos: Madrox, Madrox, Madrox, Madrox e Madrox.

E se diversas duplicatas, cada uma com uma personalidade, espalhadas quase que de forma infinita por aí já não fosse um exagero, Matthew contou que estará inserindo a ideia de viagem no tempo. Então, teremos versões múltiplas do Homem-Múltiplo em momentos cronológicos diferentes.

E para garantir que nada deixe de fazer sentido, o criador está trabalhando cuidadosamente: “ Quando lançamos isso [a ideia de viagens no tempo], tivemos que mostrar um monte de tabelas e gráficos para provar que a história realmente fazia sentido e funcionava, porque fica bastante complexa“.

Sem querer estragar nada, a entrevista termina com o roteirista prometendo o surgimento de uma nova equipe no final da primeira edição. Será que é um time composto por duplicatas de Madrox?

As respostas sobre como toda essa viagem ficará no papel e quem é esse time nós vamos descobrir no dia 27 de junho, quando será lançada a revista Homem-Múltiplo #1 (de 5).

Confira também essas novidades