A Marvel promoverá um enorme relançamento das revistas dos X-Men

A Marvel desde 2017 voltou a investir de forma pesada na franquia mutante. A Casa das Ideias tem dado mais HQs para os X-Men e derivados, ofertando uma diversidade bem significativa de títulos. E mais do que quantidade, a franquia está tendo qualidade, com publicações umas diferentes das outras. Mas algo ainda maior está por vir.

Antes de mais nada, preciso reiterar que esse texto é basicamente fundamentado em conhecimento empírico que absorvi ao longo dos último anos, observando os padrões de lançamento da editora. Então, não trate esse texto como uma verdade absoluta, ele está mais para uma enorme teoria que pode, ou não, se concretizar.

No início desse ano, aplicando a mesma técnica de observação e com conhecimento empírico, dei o furo de que a Marvel estava planejando o Fresh Start antes mesmo dos principais sites americanos começarem a lançar rumores sobre o assunto. Lancei a discussão lá no nosso grupo do Facebook, o Tretando com o Sr. Jameson. Inclusive o portal britânico Bleeding Cool, acostumado a dar furos sobre a Marvel e DC, quando falou sobre o assunto, nos creditou por surgirmos com a teoria. Então, se você quiser ficar sempre atualizado sobre as novidades envolvendo a Marvel, entre no grupo.

O relançamento da franquia mutante

A franquia mutante, no século 21, costuma trabalhar com um arco principal de histórias que norteiam o seu futuro. Lá em 2005 foi a Dinastia M, na sequência a Dizimação, Complexo de Messias, Segundo Advento, O Cisma, Vingadores vs X-Men, os Novíssimos X-Men e então a Névoa Terrígena.

As principais HQs da franquia estiveram ligadas aos plots mencionados acima. Algumas de forma bastante intensa e outras de maneira mais sutil, mas todas foram impactadas. E se olharmos a Casa das Ideias como um todo, isso também se repete em grande escala, com Guerra Civil, Invasão Secreta e Império Secreto, por exemplo, ditando os rumos criativos.

O detalhe é que após Inumanos vs X-Men, história que deu fim a Névoa Terrígena, nenhum plot que unificasse todas as HQs foi lançado. Todas as HQs ficaram independentes e nenhuma trama esteve unificando as publicações de alguma forma. Observe todas as HQs mutantes que serão lançadas entre setembro e outubro de 2018:

1. O Retorno de Wolverine (minissérie de 5 edições).

2. Shatterstar (minissérie de 5 edições).

3. X-Men Black (minissérie de 5 edições).

4. Sr. e Sra. X (revista mensal em curso).

5. X-23 (revista mensal em curso).

6. Extermination (saga com 5 edições que acabará em novembro).

7. Homem-Múltiplo (minissérie de 5 edições).

8. Homem de Gelo (minissérie de 5 edições).

9. Dominó (revista mensal em curso).

10. Surpreendentes X-Men (revista mensal em curso).

11. Arma H (revista mensal em curso).

12. O Velho Logan (última edição da revista mensal).

13. X-Men Red (revista mensal em curso).

14. Arma X (revista mensal em curso).

15. X-Men Gold (última edição da revista mensal).

16. X-Men Blue (última edição da revista mensal).

Pra mim fica muito claro o padrão nesses lançamentos. A saga Extermination, que dará fim à história dos Novíssimos X-Men, deve marcar uma nova fase criativa para os mutantes. Muitas revistas mensais estão sendo encerradas e para que a franquia não se esvazie nesse período, minisséries estão surgindo.

Com o cancelamento de X-Men Gold e Blue em setembro, para que outubro não fique com um vazio de novidades, X-Men Black surgiu de forma emergencial. Serão cinco one-shots focadas em cinco vilões diferentes.

A Marvel já anunciou que em novembro a histórica revista Fabulosos X-Men estará de volta, o que deve ser um marco para os X-Men. Tom Taylor, escritor da elogiadíssima X-Men Red contou que tem planos até o capítulo de número 12 da HQ, que deve sair entre dezembro e janeiro, evitando comentar sobre a continuação da publicação a partir daí.

Ou seja, as revistas mensais atuais estão sendo encerradas e as minisséries vão durar todas no máximo 5 meses. Terminando esse período, a Marvel lançará novos materiais. Provavelmente revistas mensais.

Há o forte rumor de que o escritor dos Fabulosos X-Men será um nome de peso, alguém cujo anúncio trará impacto. As principais apostas acabam por ser em Jonathan Hickman, que já fez história no Quarteto Fantástico e Vingadores, Chris Claremont, lendário roteirista dos X-Men durante as décadas de 70/80/90 ou até mesmo Tom Taylor, sendo promovido da atual X-Men Red.

OBS: historicamente Jonathan Hickman brinca que jamais escreveria a franquia mutante, pois detesta os fãs de X-Men por serem exigentes demais. Mas em janeiro desse ano o escritor participou do retiro criativo da Marvel e até o momento nenhuma HQ com o seu nome foi anunciada. Estaria ele planejando os Fabulosos X-Men?

Jonathan Hickman no retiro criativo da Marvel em janeiro de 2018. Foto: Gerry Duggan.

Revistas mensais de personagens solo, como Dominó e X-23, por exemplo, não devem ser impactadas por essas novidades.

Os possíveis lançamentos

X-Factor/Distrito X por Matthew Rosenberg

Rosenberg é um dos escritores novos da Marvel que tem se mostrado mais versátil. Já escreveu as mensais dos Guerreiros Secretos, Justiceiro, Novos Mutantes, Rocket Raccoon, Rei do Crime e do Homem-Múltiplo. E é a partir desse seu último trabalho que podemos ter a origem do novo X-Factor.

Em boa parte desses seus recentes trabalhos ele tem colocado junto personagens como Rictor, Lupina, Guido e outros, que ficaram eternizados na formação do X-Factor do Peter David. Em Homem-Múltiplo isso não foi diferente, mas nessa minissérie ele também ressuscitou Madrox, líder da equipe.

Os personagens aparecem em Guerreiros Secretos, Homem-Múltiplo, Renascimento da Fênix e Novos Mutantes. Foto: Marvel Comics.

E como Homem-Múltiplo encerra-se em novembro, mesmo mês em que acaba a saga Extermination … poderemos ter novidades.

Mas aí você pode estar se perguntando, mas o que isso tem a ver com o Distrito X? Meses atrás, os escritores Matthew Rosenberg e Donny Cates contaram nas suas redes sociais que estavam planejando algo juntos. Na época todo mundo pensou que poderia ser um crossover entre revistas que ambos estão escrevendo, mas não é isso.

Durante a San Diego Comic Con, Donny Cates foi anunciado como o novo responsável pela nova fase da linha Marvel Knights. Para quem não conhece, o selo é composto por revistas que possuem os pés mais na realidade, sem tanta fantasia envolvida. E uma das HQs que no passado participou da MK foi Distrito X, mesma cidade onde o X-Factor de Peter David estava situada.

Como se tudo isso não fosse suficiente, Matthew Rosenberg foi oficializado na linha MK. Ele escreverá pelo menos uma publicação nesse selo. Obviamente nada disso que eu falei acima é uma informação oficial e concreta, apenas reuni diversos pontos distintos que observei ao longo dos últimos meses e tentei organizar em uma narrativa que faça sentido. Pode ser que nada disso se confirme.

Fabulosos X-Men, desenhado por Mahmud Asrar e com capas de Leinil Francis Yu.

Mahmud Asrar era o desenhista oficial de X-Men Red, porém a partir da quarta edição da HQ ele foi misteriosamente substituído e não voltará mais a desenhar a publicação. Até aí tudo bem, ele poderia ter problemas particulares ou de agenda. Mas não é o caso.

O editor da franquia mutante, Jordan White, postou em suas rede sociais a seguinte imagem, feita pelo próprio Asrar. De acordo com o próprio editor, trata-se de uma ilustração de uma nova revista mutante ainda não anunciada. White também usou as suas redes sociais para confirmar que a nova Fabulosos X-Men já tem quatro edições desenhadas, sendo que seu lançamento é apenas em novembro.

É possível ver Bishop junto de Jubileu no meio do que aparenta ser uma manifestação. Bishop originalmente era o protagonista de Distrito X, o que abre margem para a possibilidade da imagem ser da HQ que teorizei acima. Porém, o desenhista Leinil Francis Yu postou trechos de uma capa que ele está desenhando, no seu Instagram.

Nas imagens podemos ver: Jean Grey, Noturno, Fera e Bishop. O detalhe é que os personagens não participam juntos de nenhuma equipe atualmente. Bishop está sem HQ, Jean e Noturno estão em X-Men Red e o Fera em Surpreendentes X-Men.

OBS: agradecimentos especiais ao leitor Jean Gordan por nos alertar sobre essas ilustrações do Leinil Francis Yu no seu Instagram.

A aposta é que a capa seja de Fabulosos X-Men #1 e que a formação da equipe seja bem grande, envolvendo todos esses mutantes. Mas novamente, isso é apenas uma teoria.

Ainda há outros lançamentos bem previsíveis para o futuro. Os Novos Mutantes, como terão filme em 2019, devem ganhar uma nova HQ. A atual minissérie buscava capitalizar em cima do filme também, que originalmente iria sair esse ano, mas foi adiado para o ano que vem.

A minissérie do Shatterstar foca bastante no visual e personalidade do herói enquanto ele participava da X-Force. E uma vez que ele  apareceu no filme do Deadpool, não seria uma surpresa se recriassem a X-Force, composta por Cable, Deadpool, Dominó e o próprio Shatterstar.

Espere ainda por muitas surpresas, quando se trata de relançamento a Marvel não brinca.

Os mutantes que voltaram à vida

Um fator que também evidencia uma nova fase criativa nos X-Men, que deve chegar junto de um relaunch, são os inúmeros retornos na franquia. Se em 2016 boa parte dos mutantes favoritos dos fãs estavam mortos, atualmente eles estão de volta (ou pelo menos voltando).

O Wolverine retornará na minissérie O Retorno do Wolverine. Jean Grey, após cerca de 15 anos falecida, retornou na minissérie O Renascimento da Fênix. Charles Xavier e Banshee retornaram em Surpreendentes X-Men. Jamis Madrox, o Homem-Múltiplo, retornou na sua própria minissérie que está sendo lançada ainda.

O único morto ainda é Scott Summers, o Ciclope. Porém, se o teaser que a Marvel divulgou semanas atrás for de fato o que parece ser, o seu retorno está programado para ocorrer durante a saga Extermination.

Como podemos ver, uma nova e grandiosa fase se aproxima para os fãs mutantes.

Confira também essas novidades

Share this...
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn