Jean Grey está de volta – e pelo visto não voltou só

Nesta quarta, 28 de dezembro, saiu a primeira edição de Phoenix Resurrection: The Return of Jean Grey, por Matthew Rosenberg e Leinil Yu. A aguardada mini, que vai trazer a mutante de volta, começou trazendo mais perguntas que respostas, e um mistério que promete grande impacto nas histórias mutantes. O texto contém SPOILERS das revistas mais recentes da Marvel, então é recomendada cautela ao prosseguir.

Um mistério em duas partes

Façamos, primeiramente, um apanhado do que a edição apresenta. A história começa com duas crianças encontrando, próximo à antiga casa da família Grey, o cadáver de uma menina que subitamente desperta dizendo “estávamos melhor mortos” ao contrário. Então, uma menina ruiva surge chamando as duas crianças para jogar frisbee e, enquanto os dois fogem, a cena acaba.

Logo em seguida, vemos que a equipe principal de X-Men foi chamada para investigar o que aconteceu e Rachel parece afetada, sangrando e falando tal qual a menina ressuscitada do início. Os policiais explicam a situação aos X-Men e os efeitos do que aconteceu com Rachel levam os mutantes à investigação. Fera descobre assinaturas de energia num monastério da França, a antiga sede do Clube do Inferno e o Pólo Norte, onde os X-Men encontram, respectivamente, Seamus Mellencamp, soldados do Clube do Inferno e o Wolverine original.  Cada equipe enviada de X-Men enfrenta estes inimigos, que somem subitamente quando a Fênix chega à Terra.

Seamus Mellencamp, acólito de Magneto, que morreu em Genosha.
Mellencamp, falecido membro dos Acólitos, aparece no monastério onde uma vez enfrentou os X-Men.

E então vem a segunda parte do mistério: uma garçonete chamada Jean, numa localização desconhecida, vê com sua amiga Gladys a chegada da entidade. Esta Jean parece levar uma vida relativamente tranquila, mas começa a sentir um desconforto logo após ver a ave.

Retornos inesperados

Nós comentamos em outubro que aparentemente Jean já estava viva, presa numa vida ilusória. No entanto, parece haver outros retornos de pessoas ligadas à mais famosa avatar da Fênix.

Jean Grey, em seu emprego como garçonete.
Jean já retornou, aparentemente sem memória.(Foto: Marvel Comics)

Um dos primeiros aparentes retornos é de Annie, a amiga de infância de Jean Grey cuja morte teve um grande impacto na vida da mutante. Ou ao menos Jean trabalha para alguém que coincidentemente tem o mesmo nome de uma das pessoas mais relevantes em sua história.

Annie, dona do restaurante em que Jean trabalha.
Annie, a amiga de infância de Jean, parece ser uma das habitantes da cidade onde a personagem vive (Foto: Marvel Comics)

E logo em seguida, vemos de volta um certo senhor Cassidy, também conhecido como Banshee, desaparecido desde o fim dos Fabulosos Vingadores de Rick Remender.

Sean Cassidy, o Banshee, aparenta ter voltado livre de sua forma de Cavaleiro da Morte (Foto: Marvel Comics)

John e Elaine Grey, pais de Jean, também retornaram, após a chacina da família Grey promovida por uma facção do Império Shi’ar, como parte da ilusão.

John e Elaine Grey, pais de Jean.
Após sua morte durante a fase pós Dinastia M, os Greys também voltaram à vida junto com Jean (Foto: Marvel Comics)

E, por último, talvez o retorno mais aguardado depois da própria Jean Grey. Scott Summers, o Ciclope, também aparenta estar vivo, num relacionamento com Jean.

Scott Summers, marido de Jean em vida.
Scott Summers também aparece, como cliffhanger da primeira edição (Foto: Marvel Comics)

Uma vida manipulada

Sabendo das informações já liberadas, sabemos que Jean vive numa ilusão psíquica ou distorção da realidade. A personagem não mostra nenhuma lembrança de sua vida como X-Man, torna-se inquieta ao ver a Fênix e a paisagem se altera conforme ela parece se conscientizar do que acontece. Temos Annie tentando fazê-la esquecer a aparição da Fênix. Uma placa citando um versículo do livro bíblico Apocalipse, falando do cavaleiro da Morte. A súbita aparição de Ciclope quando Jean começa a sentir que há algo errado. Alguém está manipulando o cenário para mantê-la confortável e a Fênix parece ter chegado para desfazer a ilusão e recuperar sua avatar favorita.

Afinal, a verdadeira Jean voltou?

A primeira edição de Phoenix Resurrection, para estabelecer o mistério que cerceia a trama, traz mais perguntas do que respostas. Mas uma das respostas é que sim, a verdadeira Jean Grey retornou. Rosenberg cria uma trama inquietante, onde nada pode ser o que parece e não é possível ter certeza dos rumos que a história tomará à frente. Temos referências interessantes à história da protagonista, como o Clube do Inferno, que teve papel importante na saga da Fênix Negra. Ou Mellencamp no monastério francês, onde o acólito enfrentou Jean Grey em Uncanny X-Men #300. Algo sinistro está manipulando a situação e, somado ao retorno da Força Fênix à Terra, pode-se provar mais do que os X-Men são capazes de lidar. Resta ver o desenrolar e como a história resultará no surgimento da série X-Men: Red.

Please follow and like us:
error

Espera aí meu jovem, já vai embora? Esperamos que você tenha gostado do conteúdo do site. Mas não esquece de nos seguir nas redes sociais abaixo para curtir mais material sobre a Marvel :D