Feiticeira Escarlate MAIS UMA VEZ causa muitos problemas para a espécie mutante

A Feiticeira Escarlate é uma das heroínas mais poderosas da Marvel, a extensão máxima dos seus poderes, misturado com magia, lhe permite até mesmo alterar a realidade.

Foi esse poder, somado a um momento de surto, que fez com que a heroína, durante a saga Dinastia M (em 2005), causasse a dizimação quase completa da espécie mutante.

Na época os mutantes caminhavam para se tornar a espécie dominante da Terra, numa população que já estava na casa dos milhões. Porém em um momento de surto, quando ainda acreditava que era mutante e filha do Magneto, a Feiticeira Escarlate manipulou a realidade e removeu os poderes de 98% dos mutantes.

A mutandade que antes estava na casa dos milhões foi então reduzida para menos de 200. Muitos mutantes inclusive morreram no momento que perderam seus poderes. E após esse dia, nenhum novo mutante nasceu na Terra.

As coisas só normalizaram para os mutantes em 2012, quando Esperança Summers, a Messias Mutante, restabeleceu o gene X durante a saga Vingadores vs X-Men.

Porém, agora em 2020 um novo capítulo dessa conturbada relação entre a Feiticeira Escarlate e os mutantes parece ter sido escrita. A Marvel publicou hoje nos Estados Unidos a revista X-Men: Empyre #1, tie-in dos X-Men na saga Empyre e ela trouxe grandes novidades.

Na revista descobrimos que a Feiticeira Escarlate, mesmo após todos esses anos, ainda se sente muito culpada pela dor e sofrimento que causou aos mutantes. E está decidida a reparar isso.

Wanda pretende ressuscitar os mutantes mortos em Genosha, antiga nação mutante que era governada por Magneto e cuja população que beirava a casa dos milhões de mutantes, foi dizimada pela vilã Cassandra Nova.

Porém, vale destacar, a Feiticeira parece não estar ciente que Krakoa, a atual nação mutante, desenvolveu o seu próprio método para ressuscitar mutantes mortos. E que toda a população de Genosha retornará, porém o trabalho levará décadas.

Wanda então passou meses pesquisando e indo atrás dos materiais necessários para realizar um feitiço que traria os mortos de volta à vida. Porém algo deu errado e ela até que deu vida aos mortos, porém todos retornaram como … zumbis.

Sim, Genosha agora é uma nação cheia de mutantes zumbis. E como na saga Empyre descobrimos que a espécie alienígena Cotati, de seres planta, está invadindo a Terra, temos ironicamente um confronto de Plantas vs Zumbis.

Não está claro ainda o que aconteceu com a Feiticeira Escarlate após ela realizar o feitiço. Os zumbis mutantes parecem ter algum baixo nível de consciência e por terem o gene x, estão habilitados a passar pelos portais de Krakoa.

A revista termina deixando muitos mistérios, que serão respondidos nas próximas edições da minissérie: os mutantes zumbis podem ser ressuscitados de fato por Krakoa? O que acontecerá se chegarem em Krakoa? E como ficará o confronto com os Cotati?

X-Men: Empyre #1 conta com roteiro de Jonathan Hickman (Dinastia X) e Tini Howard (Excalibur) e arte de Matteo Bufagni (Demolidor).

Como podemos ver, as coisas estão realmente intensas para os X-Men. Mas e você, caro leitor, o que achou disso tudo? O que achou de ver a Feiticeira Escarlate mais uma vez fazendo besteira? Deixe a sua opinião nos comentários.

Please follow and like us:
error

Espera aí meu jovem, já vai embora? Esperamos que você tenha gostado do conteúdo do site. Mas não esquece de nos seguir nas redes sociais abaixo para curtir mais material sobre a Marvel :D