Entenda o que aconteceu na história OMD do Homem-Aranha

Foi em agosto de 2008 que a Marvel publicou uma das suas histórias mais polêmicas. Ainda hoje os fãs do Homem-Aranha não perdoam o ex-Editor-Chefe, Joe Quesada, pela história One More Day (OMD), ou Um Dia a Mais em português. A revista em questão foi publicada logo após a Guerra Civil original, quando a identidade de Peter Parker era pública e isso lhe rendeu muitos problemas.

Peter começou a Guerra Civil como garoto propaganda do lado Pró-Registro, mas mudou de lado. Foto: Marvel Comics.

Com grandes poderes …

O famoso lema de Peter Parker ficou mais complicado de por em prática após a Guerra Civil. Por ficar no lado Anti-Registro no embate, o personagem não tinha o suporte para manter em segurança as pessoas próximas a ele, como a Tia May e sua esposa Mary Jane, após ter revelado sua identidade em rede nacional.

As coisas ficaram ainda mais complicadas quando um atirador de elite foi contratado pelo Rei do Crime para matar a pessoa que Peter mais amava, MJ. Quando o disparo foi feito, o sentido de aranha tilintou e o herói imediatamente se atirou e empurrou a esposa para o lado, porém, o disparo acabou acertando a sempre frágil Tia May.

Esse foi o momento mais frágil da vida do Homem-Aranha. Foto: Marvel Comics.

Sem suporte financeiro, tendo de usar identidades falsas, sendo perseguido pela S.H.I.E.L.D. e realizando todos os processos na surdina (devido à Lei de Registro), Peter e Mary Jane levaram a matriarca da família para receber atendimento no hospital. Após intensos tratamentos, May não respondia de maneira positiva.

Nesse momento o Homem-Aranha já estava entrando em desespero. Sua tia podia morrer por sua causa, por sua “irresponsabilidade“, e ele estava sozinho, não tinha nada que pudesse fazer. Peter acabou apelando para todos os super-seres que ele conhecia e poderiam talvez ajudar, como o Dr. Estranho, Reed Richards, Fera e Homem de Ferro, por exemplo.

Ninguém conseguiu ajudar, apenas Jarvis, por intermédio de Tony Stark, se ofereceu para bancar todas as despesas do hospital. Mas a situação da Tia May prosseguia na mesma.

A polêmica de OMD

Após esgotar todas as possibilidades “tradicionais”, Peter se encontrou no momento mais frágil da sua carreira e foi quando Mefisto surgiu na sua vida. A encarnação do demônio no Universo Marvel se ofereceu para salvar a Tia May, mas em troca ele queria o amor de Peter e MJ.

O casal, em conjunto, decidiu por aceitar o pacto. A decisão incomodou profundamente o fandom do Homem-Aranha e até hoje repercute negativamente.

O Mefisto exigiu o amor de Peter e MJ pela vida da Tia May. Foto: Marvel Comics.

A polêmica é evidente: o maior herói da Marvel e uma das maiores referências com o público infantil, realizou um pacto com o demônio sacrificando o seu amor.

Os bastidores

A decisão fica ainda mais absurda se levarmos em consideração os bastidores da decisão. O Editor-Chefe da Marvel na época, Joe Quesada, praticamente exigiu que o casamento do Peter Parker com a Mary Jane fosse desfeito, pois entendia que o herói com o status de casado não conversava com o público jovem e também não o queria com o status de divorciado, o que também envelheceria o herói.

Mas um pacto com o diabo é melhor de explicar para os jovens do que um divórcio? Em entrevistas, na época, Quesada explicou o que ele pretendia fazer. “Foi o Mefisto, como ele é propenso a fazer, que veio ao Peter em seu momento mais fraco e usou tudo isso em sua vantagem. Por quê? Porque ele é um vilão. Isso é um fator importante, Peter foi usado por um malfeitor, que se aproveitou dele, e isso não é a primeira vez que acontece“, apontou Quesada.

Quesada ainda comparou a decisão com momentos pontuais da história do teioso, como quando a Gwen Stacy faleceu e quando ele desistiu do seu manto, ou seja momento em que o herói foi derrotado. E, quanto as crianças lendo essas HQs, ele falou: “Eu acho que você pode dizer ao seu filho que nem sempre você ganha na vida. Mas a lição a se aprender com Peter Parker é que não importa quanto você caia, levante e lute novamente“.

Joe Quesada (foto acima) e J. Michael Straczynski são as mentes por trás dessa história. Foto: Divulgação.

Recentemente o roteirista Dan Slott contou que a polêmica decisão poderia ter acontecido de duas maneiras diferentes.

Situação 1: Algum fator em Amazing Spider-Man vol. 1 96 sofreria alteração. Essa é uma história em que o Duende Verde retorna e que Harry Osborn demonstra ter problemas com drogas. Fala-se, inclusive, que essa alteração poderia resultar no retorno de Gwen Stacy.

Situação 2: Seria alterado um acontecimento específico da história anual do casamento do Peter com a MJ, eliminando dessa forma apenas o casamento da cronologia.

A situação 1 era defendida por J.M. Straczynski, roteirista do Homem-Aranha na época, só que ela resultava em um verdadeiro reboot nas histórias do personagem, alterando toda a cronologia do herói a partir de 1971. O consenso geral era de que a menor quantidade de coisas deveriam ser afetadas com a mudança.

Então a situação 2 acabou sendo a escolhida pela maioria dos escritores, por envolver uma mudança pontual. O casamento apenas deixou de existir. Um fator aleatório (Mefisto) alterou um detalhe no passado e Peter e MJ optaram por não casar, entretanto, seguiram vivendo juntos, apenas não foram para a igreja e nem assinaram o civil.

Com a interferência de Mefisto, o casal acabou optando por não casar. Foto: Marvel Comics.

Questionei Joe Quesada se podemos entender a situação como se Parker e Mary Jane fossem um casal moderno, que não casou mas viveu por um período juntos. Joe concordou. “Sim, você está 100% certo. Essa é a analogia correta. Nenhuma das histórias antigas foi alterada, eles só não casaram“.

As mudanças

A mudança que OMD causou nas histórias foi cirúrgica. Mefisto não anulou o casamento em um passe de mágica. Na verdade, ele voltou ao passado e alterou uma situação específica que resultou na não realização do casamento.

Todas as histórias no futuro se desenrolaram da mesma forma que sabíamos que elas aconteceriam. Até que chegou a famosa Guerra Civil e a Tia May foi baleada. Foi aí que as coisas passaram a ser diferentes, pois agora ela sobreviveu ao tiro.

Ela ainda estava no hospital internada quando novamente tentaram lhe. Peter então busca o Dr. Estranho para pedi-lo por auxílio. O Mago Supremo da Terra consulta Tony Stark e Reed Richards, e juntos concordam que um feitiço deve ser feito para que o mundo esqueça a identidade secreta do Homem-Aranha, pois enquanto ela for pública ele continuará sofrendo e sendo perseguido. Ou seja, ele revelou a identidade em Guerra Civil, mas todo mundo esqueceu devido o feitiço de Strange. Entretanto, se Peter contar por livre e espontânea vontade a sua identidade para alguém, essa pessoa automaticamente se lembrará dos acontecimento originais.

Graças ao feitiço de Dr. Estranho, todo mundo esqueceu a identidade secreta do Peter. Foto: Marvel Comics.

Já a Tia May seguiu internada no hospital, sendo tratada graças ao apoio de Jarvis, que pagou as despesas. Aos poucos foi se recuperando, até ficar plenamente recuperada.

As consequências

Apesar de todo mundo esquecer da identidade secreta do Aranha, Mary Jane ainda manteve suas lembranças. E para ela, tudo o que eles viveram nos últimos anos foi muito intenso. A ex-modelo não estava interessada em seguir com essa vida, em que estaria constantemente em risco e precisaria ceder o seu namorado diariamente para os criminosos. Então eles optam por seguir as suas vidas em separado (na real é que eles venderam o amor deles para o Mefisto, lembram?).

A partir daí uma nova vida surgiu para o Homem-Aranha. Solteiro e tendo de recomeçar a vida, a editora acabou por dar uma “rejuvenescida” moral no herói. Ele não mais atuava como professor, como vinha sendo, e retrocedeu ao status de desempregado e depois de fotógrafo.

As coisas apenas normalizaram e passaram a progredir quando o roteirista Dan Slott assumiu a revista de forma regular e definitiva, em 2011. Peter Parker passou a trabalhar para os Laboratórios Horizonte e posteriormente fundou a sua própria empresa, em outro momento polêmico de sua vida.

Nas HQs atuais, após ter de fechar todas as suas companhias devido ao vilão Octopus, Peter passou a atuar na sessão de ciências do Clarim Diário.

Confira também essas novidades