Deus existe? Demolidor e Sr. Fantástico debatem essa possibilidade nas HQs

Na quarta-feira da semana passada a Marvel publicou lá nos Estados Unidos a revista Demolidor #9, com roteiro de Chip Zdarsky (Homem-Aranha) e arte de Lalit Kumar Sharma.

Um dos destaques da edição foi o diálogo entre o Demolidor e o Sr. Fantástico, notório líder do Quarteto Fantástico, sobre as suas crenças em Deus.

O nosso redator John Mattos traduziu a conversa na integra, confira abaixo:

Demolidor –Reed, você é a pessoa mais inteligente que eu conheço. Talvez a mais inteligente do planeta. Minha pergunta é: Deus existe?

Depois de quase morrer, de uma vida inteira sendo católico e de ter passado um certo sufoco, eu sempre fui atraído por regras. Elas estão no centro da minha religião. Elas são um dos grandes motivos pelo qual me tornei advogado.

Todos precisamos seguir regras para viver melhor. Para não ferir os outros, para ajudá-los. Em grande parte. Mas, ultimamente, eu não consigo dizer qual é o plano de Deus para mim. Eu trabalhei contra suas regras, ou distorci a interpretação delas, e sofri. Causei sofrimento.

Mas quando eu tento seguir essas regras, todos os sinais parecem me dizer para não fazê-lo. Que eu ajudaria mais pessoas se estivesse do lado do diabo, digamos assim. Então eu estou me questionando… essa aleatoriedade… é difícil ver um plano. Então, Reed Richards — Sr. Fantástico — você acha que Deus existe?

Sr. Fantástico – “Bem, obviamente eu sou um homem da ciência. Mas essa ciência me levou para lugares os quais eu nunca imaginaria. Entidades cósmicas que representam ideias abstratas. Eu viajei por terras da morte e do pós-vida. Eu não vou afirmar com certeza que existe. Por que eu nunca encontrei um só ser absoluto que criou tudo. Mas não vou dizer que também não existe, porque eu já tive experiências que me mostraram que existe vida além dessa, e que, de verdade, tudo é possível.

Demolidor – “Então você é agnóstico.

Sr. Fantástico –Digamos que sim. Eu prefiro ‘cientista’. Eu tenho fortes suspeitas de que por mais que exista um Deus, eu não espero que Ele planejaria variações de textos de regras para a humanidade. E que apenas uma religião seria a ‘correta’. Eu acho que Ele nos induziria a ter um senso inato de certo e errado, e que nós usaríamos isso para trabalhar as nossas éticas e morais em forma de religião e legislativo. Ainda assim posso estar enganado. Eu sei que alguns acham difícil conciliar o verdadeiro sofrimento — vidas criadas para sentir nada além de dor — com uma entidade que controla tudo, que traz isso para a existência.

Demolidor –Mas talvez, se Deus existe, talvez seja por isso que ele criou você. O homem mais inteligente do mundo. Para ser sua mão, para salvar pessoas. O que seria a vida sem escolhas e ações? Sem nos dar algo para superar? Nós fomos construídos para questionar Deus, isso é parte da nossa jornada e é o que eu estou fazendo agora. Mas eu não acho que Deus seja sobre lógica. Pelo menos não o tipo de ‘lógica’ que entendemos. Por isso é chamada de fé.

Sr. Fantástico – “Então eu suponho que a questão seja: sua fé se baseia na palavra interpretada de Deus? Ou é o que Deus te ensinou? O centro moral que Ele lhe deu?

Que diálogo profundo, não é mesmo? Chip Zdarsky tem se provado um dos melhores escritores do mercado atual. Não é a toa que venceu o Prêmio Eisner nesse ano na categoria Melhor Edição Única.

Mas e você, caro leitor, tem algo para contribuir a esse debate? Deixe a sua opinião nos comentários.

Please follow and like us:
error

Espera aí meu jovem, já vai embora? Esperamos que você tenha gostado do conteúdo do site. Mas não esquece de nos seguir nas redes sociais abaixo para curtir mais material sobre a Marvel :D