Conheça o Sindicato, a equipe de vilãs feministas do Homem-Aranha

O Homem-Aranha tem provavelmente a melhor galeria de vilões da Marvel. São vários bons personagens que agregam demais na história do Teioso. Recentemente surgiu o Sindicato para infernizar a vida do herói, uma equipe de vilãs feministas.

O grupo fez a sua estreia na Marvel em O Espetacular Homem-Aranha #25, revista lançada nos Estados Unidos em 2019 e que saiu aqui no Brasil no início deste ano.

Eu esperei muito para repercutir isso aqui no site pois queria dar tempo do material sair nos EUA e também no Brasil. Não houve NENHUM barulho quando a revista saiu lá fora e muito menos quando chegou aqui.

As pessoas leram e entenderam a revista como ela é: uma HQ que apresenta um grupo de vilãs feministas que amadurecem ao longo da trama e que ao mesmo tempo traz uma pequena discussão sobre sororidade (união entre as mulheres)

Então, se a partir de agora você se incomodar com isso temos algumas constatações. Você não leu a revista, você não consome a HQ e, como pessoas como você gostam de dizer, você só quer lacrar.

Bom, esclarecido isso, vamos para a revista. O arco do Sindicado saiu nos Estados Unidos em O Espetacular Homem-Aranha #25-28 e contou com roteiro de Nick Spencer (Capitão América) e arte de Kev Walker (Doutor Estranho).

A equipe é composta por: Besouro, Dra. Octopus, Escorpiã, Coelha Branca, Ardilosa e Electro. Elas se uniram pois cansaram de serem tratadas por desdém ou mesmo abusadas por seus parceiros e demais vilões.

A Electro inclusive destaca que ela era um groupie de vilões. Groupie é uma expressão americana atribuída a pessoas que colam em cantores e desenvolvem um relacionamento emocional e/ou sexual, os acompanhando por todos os lugares.

Quem formou a equipe foi a Besouro, que entende haver uma disparidade muito grande de gênero no crime organizado. Nas suas palavras: “estamos construindo uma empresa que valoriza e respeita a contribuição feminina […] é sobre dar suporte às mulheres e confiarmos umas nas outras“.

O QG da equipe conta com palestras com grandes vilãs do passado, escritório para maquinações e até uma instalação para cuidados infantis, para incentivar as mães a entrarem no mundo do crime.

A primeira missão da equipe foi capturar o vilão/anti-herói Bumerangue, que já teve comportamento tóxico com todas as integrantes do Sindicato. E elas causaram um bocado de confusão no processo.

Porém ao final da história, após muitas reviravoltas, elas decidiram fazer o certo e lutaram contra o Prefeito Wilson Fisk (ex-Rei do Crime) e acabaram sendo presas por isso.

Elas conseguiram fugir da prisão e agora estão por aí, não são vilãs no sentido clássico de serem cruéis e inescrupulosas, mas são sim em uma conotação mais branda de quem desrespeita a lei.

A última aparição do grupo foi quando a Besouro ajudou a pagar a reconstrução do Centro FESTA, organização social que ajuda pessoas em situação de rua, que é administrado pela Tia May e que havia sido parcialmente destruído quando o Sindicato tentou capturar o Bumerangue.

Mas e então, caro leitor, o que você achou do Sindicato? Gostou de ver a revista do Homem-Aranha abordar, mesmo que de forma rasa e com humor, o feminismo? Deixe a sua opinião nos comentários.

Please follow and like us:
error

Espera aí meu jovem, já vai embora? Esperamos que você tenha gostado do conteúdo do site. Mas não esquece de nos seguir nas redes sociais abaixo para curtir mais material sobre a Marvel :D