Conheça a verdadeira origem dos simbiontes no Universo Marvel

O Venom já é um dos personagens mais populares da Marvel. Presente em quase todas as animações do Homem-Aranha e já tendo duas aparições cinematográficas de sucesso, o simbionte caiu nas graças do público.

Porém, o que exatamente é essa gosma escura e senciente? Qual a origem não apenas do Venom, mas de todos os demais simbiontes? A história é um pouco confusa, mas vamos te explicar agora.

O uniforme preto

Primeiro vamos lembrar que originalmente o Homem-Aranha participou da mega-saga Guerras Secretas, quando o vilão Beyonder levou diversos heróis e vilões para o espaço, num mundo bélico, onde foram obrigados a batalhar entre si.

Peter voltou dessa aventura com um novo uniforme preto e de origem alienígena. Isso foi em O Espetacular Homem-Aranha #282, de 1984, porém o Venom como o vilão que conhecemos surgiu apenas em 1988 em O Espetacular Homem-Aranha #299.

Planeta dos Simbiontes

Um background para o que seria o simbionte veio apenas em 1995, no arco chamado “O Planeta dos Simbiontes“. Na ocasião fomos apresentados a uma raça alienígena, denominada apenas como Simbiontes, que buscam hospedeiros para conseguir sentir emoções. O objetivo de um enorme grupo de simbiontes era dominar o Planeta Terra.

Para esses extraterrestres, o Venom era considerado uma aberração, pois ao invés de dominar o seu hospedeiro, ele deseja se relacionar com os humanos, sendo menos agressivo do que o normal para a espécie.

Origem Obscura

Apesar disso tudo, a história sobre a origem dos simbiontes só foi retomada na minissérie Venom: Origem Sombria, de 2008, quando foi mostrado que os simbiontes também assumem hospedeiros menores e inofensivos para lhes ajudar a se defender.

Na ocasião foram mostrados vários pequenos ratos simbiontes, no que aparenta ser o Planeta dos Simbiontes, servindo de hospedeiros e derrotando seres mais poderosos e amedrontadores.

Guardiões da Galáxia

Após isso, o tema voltou apenas em Guardiões da Galáxia #23, quando o Venom integrava a equipe espacial e todos acabaram indo parar no Planeta dos Simbiontes.

A história explica que os simbiontes são uma raça alienígena chamada Klyntar, são defensores da paz e da justiça e quando combinados com hospedeiros de boa índole, são capazes de grandes feitos.

Porém, se os simbiontes e o hospedeiros não são perfeitos, o klyntar pode adquirir vida própria, ser corrompido, se desconectar do coletivo e causar grandes monstruosidades.

Knull, o Deus dos Simbiontes

Em 2018 o escritor Donny Cates (Thanos) assumiu a HQ do Venom e mudou tudo o que conhecíamos sobre os simbiontes. Ele remodelou toda a sua história, porém por incrível que pareça, tudo o que apresentamos acima ainda está valendo em algum nível.

Knull era um ser que existia antes mesmo do próprio universo existir. Quando os Celestiais surgiram criando os planetas, as espécies e a vida, eles trouxeram luz para onde antes havia apenas escuridão.

Knull usou o seu poder do abismo, abateu um dos Celestiais e então do corpo do Celestial acabou criando o primeiro simbionte: a Necroespada. Fala-se que o calor e o barulho da forja na criação dessa espada é a explicação para que alguns simbiontes até hoje tenham fraquezas perante o fogo e o barulho, são traumas herdados desse momento inicial.

Knull, após muito batalhar, enfraqueceu e caiu em um planeta onde ficou preso. Usou o poder do abismo vivo para criar os simbiontes como conhecemos hoje. Um dos primeiros seres contaminados foram os ratos alienígenas mostrados na minissérie Venom: Origem Sombria.

A partir de então muitos simbiontes foram criados, um verdadeiro Planeta de Simbiontes. Uma gigantesca mente coletiva, com Knull no centro. Ele utilizou o seu poder para levar o caos e destruição pela galáxia, buscando ofuscar a luz e trazer de volta a escuridão.

Após um enorme simbionte enfrentar o Thor, no passado da Terra, Knull perdeu a sua conexão com os simbiontes. Eles assumiram diversos hospedeiros diferentes, se envolveram, perderam a conexão com o coletivo e então se rebelaram contra o seu Deus.

E assim surgiram os Klyntar, porém o que sempre se imaginou ser o Planeta Klyntar, o Planeta Simbionte, nada mais é do que a maior horda de simbiontes do universo. E Klyntar é a palavra que eles utilizam para chamar a prisão, a prisão onde Knull está escondido.

Mas peraí, então aquele papo de que os simbiontes combinados com um hospedeiro ideal podem ser grandes herói era mentira? Conforme Knull, sim. Os Klyntar mentiram para manter o segredo deles guardado, ou melhor, escondido no centro do “Planeta Simbionte“.

Insano, não é mesmo caro leitor? A história dos simbiontes é um pouco confusa, porém Donny Cates parece ter criado uma mitologia completamente própria e coerente para os simbiontes. Deixe a sua opinião sobre tudo isso nos comentários.

Please follow and like us:
error

Espera aí meu jovem, já vai embora? Esperamos que você tenha gostado do conteúdo do site. Mas não esquece de nos seguir nas redes sociais abaixo para curtir mais material sobre a Marvel :D