Conheça a nova origem nos quadrinhos da Capitã Marvel

Recentemente a Marvel publicou nos Estados Unidos, e a Panini já trouxe de imediato para o Brasil, a minissérie A Vida da Capitã Marvel. A HQ é um pilar fundamental para a história de Carol Danvers, pois remodela completamente a sua origem.

Originalmente, em 1969, enquanto Carol Danvers era apenas uma militar normal, Mar-Vell a salvou de uma explosão de uma máquina Kree chamada psicomagnetron. Mas em 1977 um retcon revelou que durante este explosão, de alguma forma os genes humanos de Carol se mesclaram com os Krees de Mar-Vell e ela ganhou seus poderes.

Agora, em 2018, a Marvel revelou uma nova faceta dessa história. A mãe de Carol Danvers era uma Kree que veio para a Terra com a missão de observar e se infiltrar. Mas ela acabou se apaixonando, casando e tendo a Carol.

Sendo assim, Carol desde sempre teve metade dos seus genes krees. Os seus poderes não tiveram origem em Mar-Vell, são a sua herança genética. Os poderes Krees costumam se manifestar na infância/adolescência, pois a raça alienígena é altamente militarizada e treina os jovens. No caso da Carol, que não passou por esse processo, seus poderes se manifestaram em um momento de estresse e adrenalina, na explosão do psicomagnetron.

A mãe de Carol, Mari-Ell, foi uma guerreira de destaque do Império Kree, treinando desde a infância. Foto: Marvel Comics.

Mari-Ell, ou Marie Danvers (a mãe de Carol) como ficou seu nome terráqueo, acabou abandonando a sua missão Kree e precisou se esconder para que o império alienígena não a caçasse por traição.

O nome Kree da Capitã Marvel é Car-Ell, que numa versão terráquea virou Carol Danvers. Apesar de muita gente comparar os nomes de batismo da Capitã com o Superman, pois são realmente parecidos: Car-Ell e Kal-El, o nome da heroína foi uma escolha para que foneticamente lembrasse Carol (ainda mais se você usar aquele sotaque bem americano). Em Hala, capital dos Krees, o nome de Carol significa “Campeã”.

Essa nova origem, que é um retcon em cima de outro retcon, possivelmente terá alguma relação com o vindouro filme da Capitã Marvel que estreará na próxima semana. Talvez já no longa estabeleçam que ela é metade Kree.

Essa história foi contada no encadernado A Vida da Capitã Marvel, que possui roteiro de Margaret Stohl (Capitã Marvel) e arte de Carlos Pacheco (Fabulosos X-Men), Erica D’Urso (Prison Witch) e Marguerite Sauvage (Archie).

Mas e você, caro leitor, o que achou dessa nova origem? Gostou dela ainda estar relacionada com Mar-Vell, mas ser dona dos seus próprios poderes? Deixe a sua opinião nos comentários.

Capitã Marvel possui no elenco Brie Larson (Capitã Marvel), Samuel L. Jackson (Nick Fury), Lashana Lynch(Maria Rambeau), Jude Law (personagem não confirmado), Ben Mendelsohn (Talos), Clark Gregg (Agente Coulson), Lee Pace (Ronan) e Djimon Hounsou (Korath).

Capitã Marvel estreia nos cinemas no dia 07 de março de 2019.