Adam Warlock está de volta pelas mãos de um vilão

Na última edição de Guardiões da Galáxia, Adam Warlock mais uma vez ressurgiu de seu casulo, renascimento que foi manipulado por um importante vilão da Marvel: Kang, o Conquistador. Mas o que isso significa exatamente para o passado e futuro do Universo Marvel?

Warlock emerge de seu casulo no salão de troféus de Kang em Guardiões da Galáxia #150. Foto: Marvel Comics.

Antes de esmiuçarmos essa questão, vale explicar o contexto do retorno de Warlock em Guardiões da Galáxia #150, de Gerry Duggan, Aaron Kuder e Marcus To. Uma constante nas histórias que envolvem Adam Warlock consiste nas inúmeras ressurreições do personagem, que sempre volta sob uma perspectiva um pouco diferente daquela que o guiava quando morreu.

A jornada de Warlock na história é dentro da Joia da Alma, que sempre esteve presente na vida do herói e que foi mais profundamente discutida meses atrás em Novíssimos Guardiões da Galáxia #3, de Duggan e Frazer Irving. Após contemplar suas várias vidas e seu destino atrelado aos Guardiões da Galáxia na realidade da Joia da Alma, Warlock emerge de seu casulo no salão de troféus de Kang, o Conquistador.

A volta de Warlock é crucial para a nova história da Marvel, Infinity Countdown, sendo seu retorno continuado na primeira edição de Infinity Countdown: Adam Warlock, tudo isso também escrito por Gerry Duggan. Essa participação na história já havia sido comentada antes, a surpresa da hora é a presença de Kang.

As histórias de Kang e Warlock são bastante entrelaçadas entre si. Kang foi o responsável pela última morte de Warlock, um ato do vilão que foi, na verdade, heroico. De modo a prevenir que a Falha, um rasgo na realidade, se expandisse e destruísse o universo, Warlock sucumbiu ao seu destino mais nefasto, tornar-se Adam Magus. Essa atitude fez com que muitos futuros fossem estilhaçados pelas ações futuras de Magus, e é assim que se justifica a missão heroica de Kang, o maior viajante do tempo do Universo Marvel. Kang se aliou aos Guardiões da Galáxia para deter Magus, o que culminou na morte de Adam pelas mãos de Peter Quill, em Guardiões da Galáxia #19, de 2009. O destino dos personagens já havia também se cruzado anos atrás, na saga Guerra Infinita, de Jim Starlin.

Kang, o Conquistador, planeja a morte de Adam Warlock em Guardiões da Galáxia #19, publicada em 2009. Foto: Marvel Comics.

Apesar de ter burlado a própria morte, Warlock (ou Magus) logo foi morto de vez pelo Capitão Marvel do cancerverso e esteve desaparecido do convívio com o restante do Universo Marvel desde então, por quase 10 anos, o que mudará a partir de agora. Conforme no passado, a presença de Kang sugere sempre impactos drásticos na estrutura da linha temporal. É possível esperar uma grande aventura com Infinity Countdown, que envolverá, além de Warlock, heróis como Wolverine, Capitã Marvel, os Guardiões da Galáxia e a Tropa Nova, e vilões como Kang e Thanos, além de outras possibilidades como o Ultron, os Raptores e os Chitauri, todos sendo trabalhos no run de Duggan nos Guardiões.

Please follow and like us:
error

Espera aí meu jovem, já vai embora? Esperamos que você tenha gostado do conteúdo do site. Mas não esquece de nos seguir nas redes sociais abaixo para curtir mais material sobre a Marvel :D