5 graus de separação: o caminho do machismo até a Capitã Marvel

E cá estamos nós novamente para falar dos ataques que a Capitã Marvel, na figura da sua interprete Brie Larson, tem recebido na internet.

Em fevereiro já havíamos relatado que o filme estava sofrendo uma campanha de boicote, porém, como podemos ver, o tiro saiu pela culatra. O longa já é a 25° maior bilheteria da história mundial.

Mas como a personagem está retornando aos cinemas nesta semana, participando de Vingadores: Ultimato, os ataques contra a atriz também voltaram a ficar mais intensos.

Nesse texto vamos listar 5 situações que denotam o machismo e preconceito contra a personagem.

5 graus de separação: o caminho do machismo até a Capitã Marvel

1 – A Capitã Marvel é arrogante

A arrogância da Capitã Marvel aparentemente foi um dos motivos que fez com que muitos espectadores passassem a torcer contra a personagem.

A premissa da arrogância parte de uma cena de Vingadores: Ultimato que consta nos spots já divulgados, onde a heroína, em conversa com o Máquina de Combate, diz que o luta contra o Thanos dessa vez será diferente pois os Vingadores contam com o seu apoio.

Ela se garantir contra o Thanos foi interpretado como arrogância. Ok, uma interpretação válida. Não há problema algum nas pessoas acharem isso arrogante e não simpatizarem com personagens arrogantes.

Porém, a hipocrisia está em fazer um meme com o Tony Stark criticando a arrogância da Carol Danvers. Afinal, o Homem de Ferro é a arrogância personificada.

Tony já foi arrogante com todos os personagens que interagiu no MCU, praticamente. Possui um punhado de filmes evidenciando essa sua caracterização. Já Carol, ao aparecer em uma cena de poucos segundos, em um spot, é crucificada?

Por qual motivo um homem pode ser arrogante e isso ser interpretado como algo bom, ou pelo menos natural, mas se um comportamento similar partir de uma mulher é motivo de crítica e repudio?

2 – Brie Larson não gosta de homens brancos

Esse é uma informação falsa que se propagou muito rápido na internet. Já abordamos e explicamos ela nesse texto, mas vamos repetir aqui para garantir.

Aparentemente muitos homens, espectadores, não gostaram da atitude de Brie Larson de dar preferência a uma mídia mais diversa na divulgação da Capitã Marvel.

Conforme eles, a atriz está tendo “atitudes racistas e sexistas“. Há quem tenha chegado a conclusão inclusive que para Brie Larson “os homens não precisam assistir ao seu filme“.

Apesar de achar que isso já é bastante claro, é bom enfatizar como uma conclusão para que não fique margem para dúvidas. Brie Larson não tomou nenhuma decisão racista ou sexista.

Dezenas de filmes são lançados mensalmente, cada um possui suas próprias coletivas de imprensa e contato com a mídia. Conforme um estudo realizado pela USC Annenberg School for Communication and Journalism, a maioria dos principais filmes são acompanhados por jornalistas brancos e do sexo masculino.

É tão absurdo assim que no seu filme, e apenas nele, a atriz solicite que os jornalistas sejam diversos? Ela não está dizendo que odeia homens e pessoas brancas. Não sei se todo mundo reparou, mas ela também é branca.

Ela apenas está buscando dar oportunidade para pessoas que, conforme a pesquisa comprovou com dados científicos, não costumam receber essas propostas.

Esse ponto da discussão é muito importante de ressaltar e ficar claro, pois muitos criadores de conteúdo parecem não entender isso. Diversos youtubers inclusive gravam vídeos fomentando as inverdades.

3 – A mais poderosa do MCU

Ainda lá em 2016, quando o filme da personagem ainda nem estava sendo gravado, provavelmente estava em pré-produção, Presidente da Marvel Studios, Kevin Feige deu uma declaração que até hoje parece causar tremedeira em alguns fãs:

Todos os personagens da Marvel têm falhas neles, todos eles têm uma profunda humanidade. Com a Capitão Marvel, ela é um personagem tão poderosa quanto nós já colocamos em um filme. Seus poderes estão fora dos limites, e quando ela é apresentada, ela será, de longe, a personagem mais forte que já tivemos. É importante, então, contrabalançar isso com alguém que se sente real. Ela precisa ter uma humanidade para explorar, e Brie pode fazer isso.

A questão é: por qual motivo muitos fãs não aceitam que a heroína mais poderosa do MCU seja uma mulher?

O argumento mais frequente nas discussões envolvendo esse tipo de fã é que o Hulk e o Thor, na prática, deveriam ser mais poderosos. Hulk ganhou seus poderes numa tentativa de replicar o soro do super-soldado. O Thor é um asgardiano e, exceto por Odin, nenhum outro membro do seu povo possui uma força similar.

Nesse contexto, é tão difícil aceitar que a Capitã Marvel, cujos poderes vieram de uma Pedra do Infinito, seja tão poderosa?

As discussões também costumam ir para o campo dos quadrinhos. Mas essa discussão sobre qual super-herói é mais forte é tão infantil e tão inútil que não pretendo me esticar aqui.

A Capitã Marvel é a mais poderosa do MCU, o pessoal aceitando isso ou não.

4 – As fake news

Assim como o item 2 deste tópico, quando distorceram o pedido de Brie Larson por uma mídia mais diversa, atribuindo a ela um discurso de ódio contra homens brancos, o mesmo ocorreu nas entrevistas feitas com o elenco de Vingadores: Ultimato para promover o filme.

A situação mais marcante ocorreu com o ator Chris Hemsworth, o intérprete do Thor. Durante uma entrevista, Brie Larson brincou que se surpreendeu ao ver em Vingadores que os atores todos usavam dublês, pois ela fazia todas as cenas sozinhas.

Eis que Hemsworth respondeu, também brincando, que ela era então a nova Tom Cruise (o ator é popular por dispensar o uso de dublês e realizar diversas manobras perigosas). Eis que a atriz respondeu “Não, eu sou a primeira Brie Larson“.

Aqui existem dois pontos a se observar:

Primeiro: a atriz sim aproveitou a situação descontraída para realizar um discurso social. O que ela quis dizer foi que as mulheres não precisam ser constantemente comparadas com os homens.

Segundo: ao contrário do que se espalhou na internet, essa situação não gerou nenhum mal estar entre o elenco. Os vídeos que divulgam esse momento costumam ser editados e não mostram a sequência do diálogo. Chris Hemsworth levou a resposta super na boa e a dupla, que dava entrevista com Don Cheadle (Máquina de Combate), seguiu o momento de forma descontraída, inclusive rindo muito.

Você pode ver toda a entrevista no vídeo abaixo. A situação relatada acima ocorreu exatamente em 2min e 30 segundos:

O comentário da atriz foi levado tão a sério que fãs foram atrás e encontraram fotos da Brie Larson com a sua dublê no filme da Capitã Marvel.

Esse ato teve como objetivo mostrar que a atriz estava mentindo ao falar que não usa dublê. O mais irônico nisso foi que as pessoas não foram capazes de entender que Brie Larson estava brincando quando falou isso … e a ironia se dá justamente pelo fato de que essa mesma parcela do público é aquela que acusa a profissional de ser uma péssima atriz (mesmo tendo um Oscar de Melhor Atriz no currículo).

Aparentemente ela sabe interpretar o suficiente para enganar essa galera.

A mesma polêmica, envolvendo a atriz estar desgastada com o restante do elenco voltou quando o ator Don Cheadle fez a brincadeira abaixo em outra entrevista:

O ator usou o seu Twitter para desmentir diversas pessoas que apontavam um desentendimento entre ele e/ou o elenco com a atriz:

Seja você quem for que está lendo isso. Faça uma pausa do seu trabalho de detetive. Estamos todos bem. Espero que gostem do filme. ✌🏿

Moral da história: inventaram rixas no elenco, fake news, apenas para atribuir à Brie Larson uma série de notícias negativas. Tudo isso também serviu para perpetuar no imaginário popular que a atriz é arrogante (semelhante ao que tentam fazer com a personagem, conforme mostrado no item 1).

5 – Mas a Mulher Maravilha …

Os filmes da Mulher Maravilha e da Capitã Marvel são constantemente comparados, o que por si só não faz muito sentido. São filmes distintos e com abordagens bem diferentes.

O canal Sugar Rush fez um vídeo muito completo e pertinente sobre a Capitã Marvel, não vou me estender sobre o assunto aqui. Se você quiser entender por qual motivo não deve ficar comparando a Mulher Maravilha e a Capitã Marvel, assista o vídeo abaixo:

Mas os haters da Capitã Marvel foram tão longe que atualmente as comparações são outras. Comparam a militância feminista da atriz Gal Gadot (Mulher Maravilha) com a da Brie Larson (Capitã Marvel).

A imagem abaixo viralizou essa semana. É a interprete da Mulher Maravilha respondendo de forma elegante uma pergunta sexista.

Até aí tudo bem. Todos concordamos que a resposta dela foi ótima e derrubou o entrevistador. Porém, situações como essa estão sendo usadas para definir o que seria um “feminismo correto“. Ou, em outras palavras, como as mulheres deveriam lidar com situações sexistas.

Só que em sua maioria, quem ta dando esse pitaco são os homens. Ou seja, homens dando o aval para mulheres sobre como elas devem lutar por respeito e igualdade em relação aos próprios homens. Faz sentido para você? Pois é, nem para mim.

E tudo isso é utilizado para argumentar que Gal Gadot é mais elegante e uma feminista melhor do que a Brie Larson. Afinal, a atriz que dá vida à Capitã Marvel, como mencionado em todos os itens anteriores, está tendo a sua imagem desgastada, com pessoas mal intencionadas tentando perpetuar uma imagem negativa à ela.

A questão central aqui é a seguinte: não há uma forma correta de se lidar com a situação. Gal Gadot foi elegante e ótima na sua resposta. Porém, se tivesse dado uma resposta mais atravessada, também não haveria problema algum.

Mas ela precisa ser educada“. Não. Nenhuma mulher precisa ser educada com homens que fazem perguntas sexistas. A noção de que a mulher precisa ser meiga, educada e querida apenas serve para manter o status quo atual do machismo.

Mulheres devem ser respeitadas e não são os homens que devem dizer como elas devem lutar pelos seus direitos. É tanto louvável a atitude de Gal Gadot em não se calar perante uma pergunta sexista quanto a atitude de Brie Larson em ser enfática nas suas respostas e batalhar por uma mídia mais diversa.

Sendo assim listamos acima os 5 graus que separam a Capitã Marvel do machismo que vem sofrendo.

Resumão para quem teve preguiça de ler tudo:

Primeiro a personagem não pode mostrar que tem presença, afinal isso é confundido com arrogância. Esse é um pensamento consideravelmente machista, pois se incomoda quando a mulher toma liberdade e se destaca.

Segundo que se a atriz quiser ofertar uma mídia mais diversa em seus filmes, será acusada de odiar homens brancos. Essa é uma fake news que a coloca como inimiga dos homens, o que não é o caso.

Em terceiro lugar, não aceitar uma figura feminina como sendo a mais forte do MCU também é uma característica machista.

Em quarto lugar, fake news tentam gerar antipatia à atriz. Talvez muita gente que compartilhou publicações que mostravam Brie Larson contra Chris Hemsworth ou Don Cheadle nem ao menos tivessem noção do que estavam fazendo.

Essas pessoas acabam sendo usadas para espalhar notícias falsas sobre intrigas entre os atores. O único propósito disso é tentar sujar a imagem da atriz, desmoralizando toda a causa pela qual ela luta.

Isso significa que talvez você que compartilhou esse tipo de publicação não seja de fato machista, você apenas acreditou numa fake news e serviu de massa de manobra.

E por último, homens querendo decidir como as mulheres devem encarar o feminismo. Não é necessário nem ao menos explicar o quão errado isso é, ler a frase em voz alta é o suficiente para compreender o quão estúpido isso soa.

Mas e você, caro leitor, já flagrou alguma situação descrita acima na internet? O que você pensa sobre isso tudo? Deixe a sua opinião nos comentários.