10 vezes em que o Capitão América Sam Wilson nos deu um soco no estômago

Capitão América: Sam Wilson é tranquilamente uma das melhores histórias em quadrinhos publicadas pela Marvel nos últimos anos. A aventura politizada coloca o herói Sam Wilson em uma situação bastante interessante, afinal ele tem posições politicas muito firmes e está usando o manto do Capitão América.

Ao longo das 25 edições escritas por Nick Spencer e desenhadas por uma série de artistas, como Daniel Acuña, Angel Unzueta, Matt Yackey, Paul Renauld, Mike Choi e outros, fomos apresentados a vários contextos, dilemas e situações envolvendo os Estados Unidos, e os seus políticos, com a comunidade negra, LGBT, latinos e imigrantes.

A revista não romantiza ou torna tudo fofinho, pelo contrário. Somos expostos a hipocrisia do sistema e constantemente levamos socos no estômago do protagonista, que sem papas na língua acaba jogando a verdade nua e crua na nossa cara.

O que separamos abaixo são 10 momentos, das 25 edições, em que o personagem nos comoveu e deixou claro que é o Capitão América que vale.

1. O Capitão América tem opinião

Já na primeira edição somos presenteados com um ótimo monólogo do personagem. Ele conta como foi a experiência de se tornar um Capitão América e como cortou relações tanto com a S.H.I.E.L.D. quanto com o governo, para ter liberdade de ação.

Disse também que o país está dividido e que as pessoas precisam se unir. Finalizou, contando tudo isso em uma coletiva de imprensa e deixando claro para a comunidade que estaria a disposição de todo mundo. Que estaria lutando pelo povo e não pelo governo ou por instituições. O resultado disso você viu acima.

2. “Você não é o meu Capitão América”

Sam Wilson assumiu o manto de Capitão América quando Steve Rogers perdeu o soro no seu corpo e envelheceu. O próprio passou o seu manto para o Sam. Durante os eventos de Vertentes, Steve voltou à sua forma jovem, plenamente saudável.

O detalhe foi que Rogers não pediu o manto de volta, falou que o Sam estava fazendo um bom trabalho e que deveria seguir atuando como o Capitão América. O problema foi que políticos, uma parcela da comunidade e a mídia passaram a exigir que ele renunciasse, mesmo o Capitão América não sendo um cargo público ou eletivo.

3. Descanse em paz, James Rhodes

Logo no início dos eventos da Guerra Civil II, James Rhodes, o Máquina de Combate, morreu durante um ataque de Thanos. Sam Wilson foi o responsável por fazer o discurso no velório de Rhodes, uma vez que Tony Stark não estava em condições.

Na sua fala, ele destacou a importância de Rhodes para a população negra e como os seus atos refletem também o dia a dia de uma comunidade.

4. Você prendeu o cara errado

Essas duas páginas são muito simples, vai ter muita gente falando que ela é exagerada, mas ela infelizmente resume de forma direta todo o problema.  No flashback, o vilão Ardiloso estava roubando um banco e Sam Wilson (na época atuando ainda como Falcão) o interceptou. A polícia logo chegou no local e “resolveu” o problema. Tire as suas próprias conclusões.

5. “É, vou ser o primeiro negro preso por algo que não fez” [Ironia]

O vigilante Rage estava andando pela rua quando avistou uma loja sendo assaltada por super-vilões. Ele foi até o local, enfrentou os ladrões e foi nocauteado, ficando inconsciente na loja. Minutos depois os Americops, androides que “trabalham pela lei”, chegaram no local, encontraram Rage na cena do crime e o levaram preso.

A discussão aqui é que os Americops seguem perfis, uma lógica onde entendem que a comunidade negra é a mais propícia a cometer crimes e, portanto, os abordam mais. [Nota do editor: Isso se chama preconceito.] Rage era um negro em uma cena do crime e por isso o tomaram como criminoso. Nenhuma cena de gravação conseguiu flagrar os vilões, pois um deles tinha super-velocidade.

6. O papel da imprensa

Após muita luta, Sam Wilson conseguiu cenas provando que Rage, mesmo inconsciente, foi agredido pelos Americops, sem razão alguma. Acima vocês viram como a imprensa tratou a situação, deixo novamente na mão de vocês a interpretação.

7. A justiça nunca falha … para quem?

Decidido a provar a inocência do jovem Rage, Falcão desbrava o submundo do crime em busca de Corisco, o vilão velocista envolvido no assalto que gerou toda essa situação. O Capitão América captura o vilão e o leva até o julgamento, para ser a testemunha chave que provará a inocência do garoto… mas, nas palavras de Misty Knight: “eles nem sequer discutiram [a sentença] por mais de 10 minutos“. CULPADO.

8. Falcão: Sam Wilson

Após o veredito de Rage, uma Guerra Civil se formou nas ruas de NY. Muita revolução, muita baderna e muita mentira por parte da mídia. E, nesse período, Sam Wilson abandonou o manto de Capitão América. Ele escreveu uma carta explicando o posicionamento dele, acima você leu apenas um trecho dela.

9. Você acredita na América?

Estamos na era da internet e uma carta não é o suficiente. Para falar diretamente com a comunidade, Sam Wilson gravou um vídeo explicando todo o seu posicionamento. Ele não está desistindo.

A frase mais marcante que tirei de todo o seu discurso foi quando ele aponta que para vestir a bandeira dos Estados Unidos, é preciso acreditar incondicionalmente no país pelo qual se luta. E, no momento, ele não tem mais essa convicção. 

10. Uma última vez

Após Sam Wilson deixar de ser o Capitão América, muita coisa aconteceu nos Estados Unidos. A Marvel publicou a saga Império Secreto, em que descobrimos que Steve Rogers era um agente adormecido da Hidra e o fascismo tomou conta dos Estados Unidos.

As imagens abaixo são três páginas diferentes, da mesma HQ, que mostram a evolução do posicionamento final do Sam quanto ao fato de voltar a ser o Capitão América pelo menos uma última vez.

Após a conclusão da revista Capitão América: Sam Wilson, as aventuras do personagem continuaram em Falcão. A HQ manteve a mesma pegada e passou a ter roteiros de Rodney Barnes, que conversou conosco em uma entrevista. Infelizmente a revista já foi encerrada também.

OBS: Agradecimentos especiais ao meu amigo Diego Gustavo, o Calvo, que colaborou com esse texto.

Please follow and like us:
error

Espera aí meu jovem, já vai embora? Esperamos que você tenha gostado do conteúdo do site. Mas não esquece de nos seguir nas redes sociais abaixo para curtir mais material sobre a Marvel :D